O futuro da Comunhão Anglicana


Tenho recebido bastantes mensagens me perguntando sobre a chamada que tem feito o Arcebispo Welby a todos os Primazes da Comunhão Anglicana. Evidentemente, a Bispo Primus da Free Church of England (Igreja Livre da Inglaterra) não fui convidado, porque nossa denominação anglicana não pertence a Comunhão Anglicana, ainda que seja parte de GAFCon e FCA. Cabe lembrar que o Bispo Primus, John Fenwick, participou em GAFCON 2 representando a FCE. E esteve presente também, como delegado por NAMS (New Anglican Mission Society).

A intenção do Arcebispo Welby é tentar manter certa coesão entre as igrejas que formam parte atualmente a Comunhão Anglicana; e, também, convidou ao Arcebispo de ACNA, Foley Beach, como observador nesta reunião.

A Comunhão Anglicana tem vivido momentos difícil por quase dois décadas. Se deseja manter certa coesão, permitindo ao mesmo tempo liberdade para que os membros da Comunhão Anglicana não tenham comunhão com aqueles que diferem geologicamente. Por exemplo, os liberais e os evangélicos não precisariam manter comunhão, ainda que ambos teriam alguma relação ou ligação ao Arcebispo de Canterbury.

Será interessante observar de perto o que acontecerá no encontro dos Primazes. Já que podemos nos encontrar diante de uma mudança profunda do que se conhece hoje como a Comunhão Anglicana.

O desejo é enfatizar a importância da Resolução 1.10 sobre a sexualidade humana. CONTUDO temos visto claramente os avanços da agenda gayzista em várias igrejas da Comunhão Anglicana, e a resposta das igrejas de GAFCON a tal avanços.

O único representante do Brasil nesta reunião será o Bispo Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Oremos para que as decisões tomadas sejam para a gloria e honra de Deus.

Finalmente, desejo esclarecer que a Igreja Anglicana Reformada do Brasil, como parte da Free Church of England, sempre tem mantido fiéis as Escrituras nas questões relacionadas a sexualidade humana, como também nas questões relacionadas ao ministério feminino e a centralidade do evangelho da graça na vida da igreja.

As 14 congregações locais que formam hoje a Igreja Anglicana Reformada do Brasil, permanecem com o compromisso de seguir a Cristo, adorar o Santo Nome de Deus, e proclamar o evangelho no poder do Espírito Santo.

Somos Anglicanos, Somos Livres em Cristo!!!

+Josep M. Rossello
Bispo da Free Church of England para o Brasil

+

0 comentários: