SOMOS EVANGÉLICOS? Uma resposta sincera


O que significa ser “Evangélico”? Esta palavra tem sua origem no grego euangelion, que se traduz Evangelho, ou (literalmente) Boas Novas; Assim, ser evangélico é crer no Evangelho, é proclamar as Boas Novas de Cristo em palavras e ações, é viver e adorar de acordo com o Evangelho.


A Igreja Anglicana Reformada do Brasil (IARB) está alicerçada e centrada no Evangelho. E o Evangelho encontra-se no centro da Liturgia, da Práxis e do Governo da Igreja. Em nosso Livro de Oração Comum (LOC), que é nossa oração em comunidade, e igualmente centrada no Evangelho, dá-se forma litúrgica à doutrina da graça e da Justificação pela Fé em Jesus Cristo.

A Salvação, pois, é um dom gratuito da Graça de Deus, independentemente das obras humanas, e baseia-se somente na Morte Expiatória de Cristo, e é recebida somente pela fé na Pessoa e na Obra consumada por Jesus Cristo na Cruz, e pela fé em Sua Ressurreição de entre os mortos.

Acreditamos, portanto, que é responsabilidade de cada cristão anunciar a Boa Nova de Cristo, e procurar fazer discípulos para o crescimento da Igreja e a expansão do Reino de Deus.

Os anglicanos somos evangélicos, porque afirmamos e subscrevemos a Declaração de Fé da Aliança Evangélica, com total convicção e determinação de que tal fé mostra a fé Cristã das igrejas evangélicas.
Declaração de Fé 
1.    Cremos na existência de um único Deus eterno, pessoal, inteligente e espiritual, eternamente existente em três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo.
2.    Cremos na soberania e sabedoria de Deus na criação e sustento do Universo, na providência, na revelação e na redenção.
3.    Cremos no Senhor Jesus Cristo como Filho Unigénito de Deus e coexistente com o Pai, na Sua encarnação humana, no Seu nascimento virginal, na Sua vida sem pecado, nos seus milagres divinos, no Seu sacrifício redentor, na Sua ressurreição e ascensão corporal, na Sua mediação junto de Deus, na Sua segunda vinda pessoal, visível e em poder e glória.
4.    Cremos no Espírito Santo, sua personalidade, divindade e actividade, que opera a conversão e regeneração do pecador e lhe concede poder para testemunhar do Evangelho e exercitar dons.
5.    Cremos na inspiração divina e total das Escrituras Sagradas, na Sua suprema autoridade como única e suficiente regra em matéria de fé e de conduta e que não existe qualquer erro ou engano em tudo o que ela declara.
6.    Cremos que o homem foi criado por Deus à Sua imagem, que pecou em Adão, que caíu do seu primitivo estado de santidade por transgressão voluntária e que é actualmente um pecador por natureza e escolha, estando, por isso, sob a condenação de Deus.
7.    Cremos na salvação e justificação do pecador pelo sacrifício expiatório de Jesus Cristo, que se adquire pela fé Nele, como uma graça de Deus, independente do mérito humano, de boas obras ou de cerimónias.
8.    Cremos na imortalidade da alma, na ressurreição corporal de todos os mortos, no juízo final do mundo pelo Senhor Jesus Cristo, na eterna condenação dos não crentes.
9.    Cremos que a igreja é o corpo universal e espiritual de Cristo, cuja cabeça é Ele, com a missão de pregar o Evangelho no mundo inteiro e que, na sua expressão local, ela é um corpo vivo, uma comunhão de crentes congregados para a sua edificação, adoração e proclamação do evangelho. Cremos também que Cristo conferiu à sua Igreja, com carácter de permanência, duas ordenanças: o Baptismo e a Ceia do Senhor.
10. Cremos que é dever de todas as igrejas locais e de cada crente em particular esforçarem-se por fazer discípulos em todas as nações e proclamarem a toda a criatura a grande salvação de Deus.
11. Cremos que é dever de todo o cristão servir a Deus em boa mordomia, promover a paz entre todos os homens e a cooperação entre as igrejas e os irmãos, tendo em vista a concretização dos grandes objectivos do Reino de Deus.
Declaração de Fé da Aliança Evangélica Portuguesa
http://www.aliancaevangelica.pt/

 +

0 comentários: