O DÍZIMO, o que realmente a Novo Testamento diz


Tenho observado como os jovens cristãos estão reagindo diante de prática terríveis na igreja evangélica nos dia de hoje, contudo a reação está levando a considerar outros erros como válidos. Muitos deles terminam saindo das chamas e caindo no fogo para não ter uma melhor expressão.

Leia, faz uns dias, um breve mensagem publicado em um mural do Facebook. No qual, em poucas palavras, tentava justificar que o dizimo não era mais relevante para os cristãos, devido a que estamos na Nova Aliança. Depois de orar e refletir, finalmente decidi escrever estas linhas:
Se é verdade que Jesus critica a atitude dos fariseus em Mateus 23:23, pela falta de justiça, contudo não se pode chegar a conclusão a partir deste texto que o dizimo não seja também uma pratica para a igreja. Pelo contrário, este texto mostra como era uma prática seguida nos dias de Jesus, e Jesus nunca diz uma só palavra em contra do dizimo. 
O maior problema que Jesus encontra nos seus dias, é que as pessoas pensavam que podiam ganhar o favor de Deus através do dizimo. Isto seria comparável a prática de muitos "cristãos" nos dias de hoje. Eles dão o dizimo, tentando ganhar o favor de Deus. Isto seria exatamente o que Jesus mostrou estar errado, uma vez e outra.

1 comentários:

Revelações Chocantes




Ser Anglicano nunca tem sido fácil, ainda menos no contexto brasileiro. Ainda que o Anglicanismo foi a primeira igreja evangélica estabelecida no Brasil depois da independência. O fato é que o Anglicanismo no Brasil é uma das tradições cristãs minoritárias no Brasil. Somos um grão de areia na praia da religião. Ninguém percebe que estampa aqui. Aqueles que percebem tem uma idéia distorcida do que ser anglicano realmente é.

0 comentários:

Feliz dia dos pais



Desde este humilde espaço, desejo parabenizar e orar por todos os pais. Te quero desejar um dia cheio de benções de Deus, e muita felicidade com sua família.


Ser pai é um grande desafio neste tempo. Por isso, desejo compartilhar um grande conselho que encontramos em Provérbio 3:5-6, "Confia no SENHOR de todo o coração, e não no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará tuas veredas"

Que Deus nos dê sabedoria, amor e entendimento para ser bons exemplos aos nossos filhos, e educadores cristãos para ensinar os caminhos de Deus aos nosso filhos.
Senhor Jesus, Tu que conheceste um Pai de coração infinito, Sempre disposto a acolher teus filhos de braços abertos, Fazendo festa mesmo depois que eles erraram (Lc 15,11-32), Ajuda nossos pais a viverem a acolhida e o carinho, A ensinarem pela firmeza e pela ternura, Nunca pela dureza de coração e pela violência. 
Senhor Jesus, Tu que chegaste a sentir o abandono de seu pai, No momento em que mais precisavas dele (Mc 15,24), Ajuda nossas crianças a mostrarem aos homens de hoje Que o abandono e a falta compromisso paterno, Não ajudam a construir corações que amam. 
Senhor Jesus, Tu experimentaste a humildade em sua vida, Naquele casebre de Nazaré. Ajuda nossos pais a não desanimarem, Quando não conseguem oferecer o mínimo de dignidade A quem deles ainda depende. 
Senhor Jesus, Tu conseguiste descobrir um Deus paizinho E foste capaz de mostrar esse Deus a teus seguidores e seguidoras. Ajuda-nos a descobrir esse mesmo Deus, Pai de ternura e compaixão. E que ele nos ensine a cuidar uns dos outros, Como pais e como filhas e filhos. Amém.

0 comentários:

Igreja pequena, coração grande


Se você é uma daquelas pessoas que procuram ver um “monumento” em lugar de uma Igreja, vai se surpreender com as igrejas anglicanas reformadas. Não possuímos um enorme e nem luxuoso “santuário”. Somos poucos em número (pequeno rebanho – Lucas 12.32), mas, entendemos perfeitamente porque isso tudo.

O Evangelho foi implantado no primeiro século para que as pessoas pudessem compreender que são livres para viver e anunciar a mensagem do Senhor onde quer que estejam. Todo aquele que se torna Discípulo de Jesus é porque acreditou na sua própria liberdade de O seguir.

Por isso, toda congregação local a partir de dois ou três pessoas é uma comunidade de Cristo. Isso não depende de local, de grandes programas, de música sacra ou de número. O Evangelho é Cristo, e o Espírito de Deus sopra onde quer. Quando acreditarmos nisso tudo sua vida será transformada, e quem está de seu lado vai perceber a diferença.

O Evangelho não é uma doutrina para encher o intelecto de informações, o Evangelho é vida, é um caminho, e é verdade. Com certeza, o Evangelho tem doutrina, e temos que pegar e ensinar o Evangelho a toda criatura. Não estou negando isso. Minha preocupação é onde se encontra o foco principal dos cristãos hoje.

A fé deve promover uma mudança radical e completa em nosso coração, é a fé dada por Deus através do Espírito santo que nos transforma em novas criaturas. Por isso, ainda gostando das paróquias centenárias, dos hinos, e tantos elementos da tradição anglicana, entendo que estes são secundários a realidade missionaria a qual estamos vivendo.

Os Anglicanos, somos um "pequeno rebanho," chamados e escolhido por Deus (Lucas 12.32).



0 comentários:

Carta a um jovem teólogo sobre o véu nos dia de hoje


Prezado amigo em Cristo,

A graça do nosso Senhor, Jesus Cristo, esteja contigo. Faz tempo que vejo seu desejo de ser fiel a Deus e obediente aos ensinos de Jesus Cristo. Isto é sem dúvida admirável.

Faz tempo que observo sua preocupação de obedecer até o mais mínimo dos detalhes, mas caindo em questões secundárias às verdades do evangelho e, talvez, perdendo o foco do que é essencial do que não é realmente. Ocupando tempo demais em questões que terminam desviando a atenção nas coisas do Reino.

Assim tem sido com a questão do “véu.” Certamente, tenho evitado responder esta questão e manter certa distância, mas a repetitiva insistência por parte de alguns em falar do véu, faz que deva responder esta questão que preferia nem ter que responder.

Poderá imaginar que discordo do sentido que destes às palavras do apóstolo na questão do véu. Realmente, não discordo com tudo o que escrevestes, minha maior discordância é sobre o fato de que as mulheres casadas devem usar o véu, hoje, no culto cristão.

A interpretação que damos às palavras do apóstolo é a questão chave. Percebo que interpretamos o texto de forma divergente, dando sentidos diversos às palavras do apóstolo Paulo. A Bíblia é inerente e infalível, mas as nossas interpretações dela, não são.

0 comentários:

Brilhante para o seu filho



"Portanto, com o entendimento pronto para entrar em ação tende autocontrole e esperai inteiramente na graça que vos é oferecida na revelação de Jesus Cristo" (1 Pe. 1:13).

O Evangelho de Cristo é um evangelho de vida, e vida plena, não somente para você e para mim, também para as nações. O evangelho deve transformar o país, como os cidadãos desse país são transformados pelo evangelho. Isto é muito relevante em um contexto onde a maioria dos brasileiros desejamos mudanças.

Falar de transformação, significa falar mudanças profundas na forma de pensar, ser e fazer, também implica quebra de paradigmas. Por isso, transformar uma nação resulta um processo difícil de acontecer, exigindo um sacrifício elevado daqueles que desejam ser obediente a Cristo.

Mesmo no ambiente da família, fortemente movido por interesses comuns, mudanças significativas são difíceis de acontecer. Apenas pequena fração das mudanças que desejamos nas nossas vidas, na família, chegam a ser bem acontecer.

0 comentários:

Educação Cristã no Século 21



Será que as gerações cristãs anteriores estavam mais bem preparadas do que as de hoje? A resposta a esta pergunta está diretamente relacionada com o compromisso dos cristãos em estudar e viver de acordo com a Palavra de Deus.

Para que a Igreja de Cristo esteja melhor preparada para enfrentar os desafios do Século 21, precisa sair do nível da superficialidade e aprofundar-se nas Escrituras.

O maior modelo de professor encontramos em Jesus, o Mestre por excelência.

As técnicas exercidas por Jesus a ensinar as verdades de Deus o tornava um excelente educador. Ele era flexível, contemporâneo, usava situações do dia a dia, diálogos, parábolas, figuras teóricas... O Mestre tinha estratégias para ensinar a todos que o ouviam. Ele era diferente pois tratava o conteúdo das Escrituras e o contextualizava inserindo lições de vida. Com isso Ele conseguia a unidade. Falava para homens, mulheres e crianças de diferente razões sociais e nacionalidades, e todos se maravilhavam, porque falava com autoridade de quem conhecia e vivia as Escrituras.

0 comentários:

A importância do Ensino no Novo Testamento


Analisando o Novo Testamento, nota-se a importância remetida ao ensino dentro da Igreja e se vê o grande valor dele já nas palavras de Cristo, mencionadas em Mateus 28.16-20. Tornando-se um dos deveres da Igreja aqui no Mundo ensinar o povo, isso remonta para a função das pessoas na igreja, no caso, bispos, presbíteros, diáconos, e demais membros - pais e mães especialmente - para ensinar e participar da formação do indivíduo, sendo desta maneira a participação de todos muito importante.

Como diz Leopoldo Heimann:
A Igreja precisa ter e praticar um eficiente e continuado processo de formação espiritual para que o povo de Deus receba conhecimento da Palavra de Deus e tenha habilidade para viver, testemunhar e anunciar a sua Palavra.
A Bíblia é a Palavra de Deus viva em que se encontra tudo o necessário para salvação, sempre lembrando que a Igreja também visa um bom ensino às pessoas, pois é contra o analfabetismo das pessoas. Além da alfabetização secular, a Igreja tem o compromisso de promover a alfabetização religiosa e espiritual, doutrinária e teológica, de “todas as nações”. A própria Bíblia dá testemunho de si mesmo, mostrando a importância do ensino de ser usada para tal.

Na segunda carta a Timóteo 3. 15-16 está escrito: “E, que desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça.” Este relato mostra a função da Bíblia para a formação das pessoas, tanto para a salvação, quanto para a vida secular.

O próprio Jesus dá exemplos e mostra que ensinar é preciso, Jesus é mostrado na Escritura como mestre que ensinava e pregava, Ele ensinava pregando. O que Jesus ensinava e como Ele ensinava o tornam um educador por excelência, o próprio Deus é quem ensina por meio de Jesus. Em Mateus 11.1 tem-se um exemplo, “Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles”.

A Bíblia, no Novo Testamento, também aponta para um aspecto importante, a formação de pessoas aptas para ensinar. Exemplos disso podem ser encontrados nas cartas pessoais de I e II Timóteo, elas dão ênfase à sã doutrina, dão um verdadeiro ensinamento das coisas de Deus, como a pessoa deve viver a vida e ser ensinada de acordo com o Evangelho pregado pelos apóstolos, isso sem dúvida se refletiria também numa conduta cristã diante da sociedade.

A formação adequada de pessoas para o ensino é relevante para serem capazes de ensinar, transmitirem as coisas certas e estarem preparadas para aquilo o que iriam fazer. Como está escrito em I Timóteo 4.13, “Até à minha chegada, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino.

Os exemplos bíblicos reforçam a necessidade do ensino e sua importância dentro da igreja para a vida das pessoas. De fato, dentro da Bíblia é mostrado o porquê de se ensinar e manter o ensino às pessoas. Mesmo com poucos exemplos pode-se ter uma noção da dimensão que o ensino abrange dentro da comunidade cristã, mostrando uma Igreja que realmente cumpre a sua função aqui na terra, que é de pregar a Cristo, também cumpra com as funções decorrentes disso, sendo uma delas, ensinar as pessoas.


0 comentários:

A importância do ensino no Antigo Testamento


Se observamos atentamente, há exemplos bíblicos que mostram a importância que a Bíblia dá ao ensino dado ao povo de Deus, que, inclusive, é essencial ao povo. Começando pelo Antigo Testamento, como diz Isaías 54.13, “Todos os teus filhos serão ensinados do Senhor; e será grande a paz de teus filhos.” O ensino é um meio pelo qual Deus conduz o seu povo à ordem, por isso ultrapassa o conceito simples de transmissão de conhecimentos.

Desde o Antigo Testamento, se vê o papel da Igreja e de quem trabalha na Igreja para ensinar e cuidar das pessoas. Além dos pais para criação das crianças, deve-se, por meio da Igreja dar o dever de ensinar os menores a pessoas designadas pela Igreja. Há certas passagens que demonstram essa importância relatada nas Sagradas Escrituras. Deuteronômio 31.9 e os versos seguintes mostram a ordem de Deus para que fossem ensinadas a todas as pessoas as suas Leis. Por isso, pode-se afirmar que a Bíblia dá ênfase ao ensino, mostra que é função da Igreja cuidar do ensino às pessoas ou crianças, além de ser dever dos pais.

0 comentários:

Os anglicanos são católicos?


Caro irmão em Cristo, sem dúvida são dos excelente questões para começar nossa conversa, e poder esclarecer qualquer dúvida. Permita-me que reformule sua primeira questão da seguinte forma, Será que o Anglicanismo é uma "versão católica inglesa"?

Se desejamos responder essa pergunta, devemos primeiro de compreender se entendemos a mesma coisa quando falamos de "católico." Se entendemos "católico" no sentido em que era usado pelos Reformadores Ingleses, sem dúvida é uma resposta afirmativa. Por outro lado, se entendemos "uma versão católica inglesa," como referendo-se uma Igreja Católica Romana sem Papa, então a resposta não pode ser outra que NÃO.

1 comentários:

ADORAÇÃO, Uma Perspectiva Bíblica e Reformada


Muito tem sido escrito através dos tempos sobre o culto e a adoração. Ainda que não podemos dizer que isto tem sido assim nos últimos tempos. Isto resulta curioso, se consideramos todas as mudanças que tem acontecido no culto e a adoração cristã. Por isso, desejo tomar um tempo e ver o que a Bíblia tem a ensinar e instruir nesta área.

No Anglicanismo, seguimos os seguintes elementos bíblicos para estabelecer a ordem de culto, e obedecer ao Senhor, Jesus Cristo, enquanto adoramos a Deus em espírito e verdade.

As Razões para Adorar

Ide para o lugar que o SENHOR, vosso Deus, escolher dentre todas as vossas tribos para colocar ali seu nome, para sua habitação. Para esse lugar, levareis vossos holocaustos e sacrifícios, vossos dízimos e vossa oferta alçada, vossos votos e ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e ovelhas; ali comereis perante o SENHOR, vosso Deus, e vos alegrareis, vós e vossas famílias, em tudo em que puserdes a mão, naquilo que o SENHOR, vosso Deus, vos tiver abençoado. (Dt 12:5-7)

Por isso, Deus também o exaltou com soberania e lhe deu o nome que está acima de qualquer outro nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. (Fp 2:9-11)

Achegai-vos a Deus, e ele se achegará a vós. Pecadores, limpai as mãos, e vós, que sois vacilantes, purificai vosso coração. (Tiago 4:8)

E cantavam um cântico novo, dizendo: Tu és digno de tomar o livro e de abrir seus selos, porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, língua, povo e nação (Apocalipse 5:9)

Nosso Senhor e nosso Deus, tu és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque tu criaste todas as coisas e, por tua vontade, elas existiram e foram criadas (Apocalipse 4:11)

0 comentários:

OS LATITUDINÁRIOS


Os Latitudinários eram um grupo de teólogos anglicanos do final do século 17, que advogavam por uma interpretação menos estrita ou dogmática da fé Cristã, a qual permitia continuar sua adesão as formas externas de governo e culto anglicano, mantendo ao mesmo tempo uma certa indiferença sobre sua validez absoluta. Assim, não defendiam o formulário Anglicano, como necessário para a vida da Igreja de Inglaterra. Nesse sentido, a palavra inglesa latitude tem o significado original do latim, que implica uma ampla margem ou espaço.

Eles eram fruto da influência dos Platônicos de Cambridge, ainda que estes não tivessem a profundidade teológica e mística dos Latitudinários. Esse grupo de homens de Cambridge, ainda que não fizessem parte do grupo de Latitudinários, propriamente dito, foi o primeiro grupo a ser assim denominado.

Os Latitudinários eram um movimento de reação aos conflitos que tinham se desenvolvido entre os Laudianos e os Puritanos. Hoje em dia, a Igreja Ampla, é considerada herdeira dos Latitudinários; contudo, historicamente, os Latitudinários foram aqueles que desenvolveram a Igreja Baixa, já que tinham um entendimento crítico em relação à Igreja e seus costumes. Somente no século XIX, os Latitudinários e os racionalistas levariam a formação da Igreja Ampla, enquanto, os evangélicos seriam conhecidos (no tempo do Rev. Charles Simon) como a Igreja Baixa, pela oposição destes aos ritualistas (o movimento de Oxford, hoje conhecido como os anglo-catolicismo).

1 comentários:

Chega de ser meio cristão


Neste principio do ano 2014, gostaria de meditar com você sobre uma questão tão importante como o ser um cristão brasileiro, um discipulo de Cristo no Brasil.

Você sabia que a palavra “mistério”, significa algo que eu não compreendo, algo que nós não entendemos, mas precisamos acreditar. Jesus morreu na Cruz por nós. Alguém tinha que pagar o preço para a nossa salvação…  e, por isso, o próprio Deus enviou o Seu filho Unigênito para entregar sua vida como paga do preço por nossa liberdade do pecado. Isto é um dom de salvação, um mistério de Amor.

3 comentários:

ANGLICANOS EM ROMA? Uma analise da situação atual


Não sei se vocês lembram da Anglicanorum Coetibus. Ela é uma Constituição Apostólica proposta pelo Papa Bento XVI em 2009 para receber os milhões de Anglicanos que estariam indo para a Igreja de Roma. No 4 de novembro deste ano, fará cinco anos de tal anuncio, e, depois de todo, ficou só em uma notícia momentânea.

A história começa quando Igreja Anglicana na América (ACA) e a Comunhão Anglicana Tradicional (TAC, não confundir essa com a Comunhão Anglicana encabeçada pelo Arcebispo de Cantebury) fizeram uma Petição de União a Roma em Outubro de 2007, através de um ato onde todos os seus bispos assinaram o Catecismo da Igreja de Roma, aceitando os ensinos e doutrinas de tal Catecismo. A Igreja de Roma não respondeu quanto a isso até finais de 2009. Porém, em 4 de Novembro de 2009, o Papa Bento XVI anunciou o ordinariato pessoal Anglicanorum Coetibus.

2 comentários:

As palavras, o vento as leva


"Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus. Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã." (Tiago 1:19-26)

Esta epistola de Tiago, o irmão mais novo de Jesus, insta a ser atentos ao que outros falam e cuidadosos no que falamos. Ele adverte contra irritar-nos, dando jogo a nossa raiva, porque isto não vai permitir que cresçamos em santidade.

Tiago enfatiza fortemente a grande importância que tem ser praticantes da palavra. Ele nos mostra que a religião de um homem, se não faz que cresça em discernimento e autocontrole, se não transforma seu pensamento e a forma como vive, então é sem valor.

Quantos realmente tomamos a serio as palavras de Tiago? Quantos vamos ao culto, escutamos as orações, as leituras, o sermão, consideramos o que escutamos e vivemos conforme a palavra de Deus? Quantos fazemos o mesmo com os hinos e cânticos, as orações, a Santa Ceia? Quantos somos pessoas que seguimos os ensinos de Cristo e vivemos conforme a eles?

0 comentários: