O Sofrimento na vida do Cristão


Se ontem falei de forma geral sobre o sofrimento e a aflição, hoje desejo ver alguns pontos importantes a ter presentes na vida Cristã, quando enfrentamos as aflições do dia a dia. Muitos deles tenho aprendido através da minha própria caminhada cristã, outros tenho observado em irmãos durante a caminhada juntos. Em qualquer caso, todos eles são, claramente, ensinados nas Escrituras.

Primeiro, podemos sofrer, como resultado de seguir um estilo de vida santificado. Em uma sociedade como a brasileira, que está enferma eticamente e poluída moralmente, algumas pessoas pensam e acham que tudo é a mesma coisa, inclusive entre os “cristãos.” Contudo, existem muitos cristãos genuínos que desejam viver a fé Cristã, custe o que custar. Por isso, não devemos nos surpreender que sejamos humilhados pela nossa fé e nosso compromisso de viver de acordo com Deus, porque aqueles pervertidos morais e pessoas sem escrúpulos, em vez de submeter-se a Cristo, preferem o assassinato de caráter, as mentiras grotescas, a fofoca destrutiva, como uso de calunias e difamações. Possivelmente, fique surpreso na clareza das minhas palavras, mas seguir a Cristo tem um alto preço, e o apóstolo Paulo nos lembra nas Escrituras que devemos “ser santos, porque Eu sou santo” (1 Pedro 1.16).

Não há como tentar mudar a mente de Deus, os standards de Deus são claros. Se desejamos ser seus discípulos no Brasil de hoje, devemos estar prontos para as aflições, perseguições e problemas que vão surgir na vida. Se já está enfrentando oposição, ou perseguição, no trabalho, na escola, em casa, porque você decidiu seguir uma vida de santidade e obediência a Deus, não se desespere, mas persevera, chegará o dia quando Deus levará adiante seu plano de transformação. Agora, tenha certeza de que não está sendo perseguido porque você pensa que atua como Cristão, mas talvez você esteja vivendo mais como as novelas da TV. Infelizmente, isto acontece mais do que pensamos.

Segundo ponto, como filhos de Deus, podemos estar sofrendo de desejo ou carência. Pode ser uma carência por falta de comida, trabalho, amigos, dinheiro, entre tantas outras coisas, ou um desejo de uma vida melhor, mais conforto. Tudo isso, ou mais, podem ser parte das aflições que possa estar enfrentando neste momento. Conheço cristãos que tem abandonado a fé por causas destas coisas, e outros que tem esquecido dos princípios cristãos para obter as mesmas. Inclusive, isto já aconteceu na igreja primitiva, o apóstolo Paulo escreve, “pois Demas, por amar este mundo, abandonou-me. Ele partiu para Tessalônica...” (2 Tim. 4.10). Se realmente temos acreditado no evangelho, temos que confiar que Deus vai prover todas nossas riquezas, conforme o amor que tem por nós.

Jesus falou, “Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem colhem, nem ajuntam em celeiros; mas vosso Pai celestial as alimenta. Acaso não tendes muito mais valor do que elas?” (Mt. 6.26). Sejamos autênticos discípulos e confiemos nossos desejos e carências a Ele. Qualquer que sejam nossos problemas, tenhamos total confiança de que nossa resposta está nas mãos de Deus.

Um ponto final, lembremos que existem princípios práticos nas Escrituras que ajudarão a melhorar a situação que enfrentamos no dia a dia, através da sabedoria que vem de Deus. Tiago nos lembra “Meus irmãos, considerai motivo de grande alegria o fato de passardes por várias provações, sabendo que a prova da vossa fé produz perseverança; e a perseverança deve ter ação perfeita, para que sejais aperfeiçoados e completos, sem vos faltar coisa alguma. Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça a Deus, que a concede livremente a todos sem criticar, e lhe será dada. Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois quem duvida é semelhante à onda do mar, movida e agitada pelo vento” (Tiago 1.2-6)

Terceiro ponto, um cristão pode sofrer, como resultado de sua verdade. O mundo odeia a verdade e prefere chamar as coisas por outro nome. Não sei quais são as situações que você está enfrentando, mas basta dizer que a verdade é vida. Jesus diz, “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8.32). Falar a verdade pode impedir sua promoção, encontrar um(a) namorado(a), comprar uma casa, ou conseguir/perder um emprego. Se segue os caminhos de Jesus, deverá estar pronto para enfrentar estas coisas. Contudo, tenha certeza de que Jesus espera de você que viva pela verdade, fale a verdade e atue verdadeiramente, afinal a verdade fará você livre. Se somos cidadãos do céu, as coisas temporais não podem definir como vamos viver cada dia, porque o sofrimento será temporal, e o juízo de Deus está para chegar. Nesse dia Deus lembrará de você.

Quarto ponto, podemos sofrer, como resultado da nossa confiança em Deus. Este é o caso de Daniel no Antigo Testamento. Em Daniel 6, lemos como Daniel foi traído e lançado aos leões. Esperavam que fosse devorado pelos leões, morrendo por sua confiança em Deus. Mas Deus mostrou no tempo dEle que não é homem para mentir, ou mudar, mas ele é confiável. Hoje, encontrarás todas as forças do mal tentando condenar você, seu futuro, e fazer mudar de opinião. Talvez, seja hora de manter-se firme na confiança que tem depositado em Cristo, seguindo o exemplo de Daniel. Não importam as tentações e as provas que enfrentemos, sigamos firmes em Cristo. Não precisa dormir com alguém para conseguir amor, ou dar dinheiro para conseguir o que você quer, se confiamos em Deus, pode ter certeza de que Ele é capaz de abrir um caminho onde parece que não tem nenhum. Daniel manteve sua fé, Deus manteve Sua fidelidade.

Ainda há outras formas que os Cristãos possam sofrer hoje, pode ser na família, na igreja ou na sociedade. Tenha confiança em Deus, e não tente dar um jeitinho para resolver as coisas. Simplesmente, siga os ensinos de Cristo na situação que você enfrenta, e confie plenamente em Deus.

Lembre as palavras de Tiago, qualquer coisa que você esteja enfrentado, ore, busque a Deus, confie nele, peça sabedoria e continue louvando a Deus em toda circunstância. LEMBRE-SE as aflições e os sofrimento não vão destruir você, vão fazer que você seja mais forte e mais fiel a Cristo. Sejamos exemplo para os demais, quando enfrentamos perseguição, sofrimento e aflições.

A Deus seja dada toda a glória, agora e para sempre.


3 comentários:

  1. Entendo que o sofrimento é maneira ideal que Deus possui para disciplinar os seus filhos. Tocar em nosso físico e nas coisas que mais amamos nesta terra é a maneira mais prática de sermos alertados para o perigo. Aliás,não se pode esquecer que a DOR é o maior mecanismo de defesa do organismo que o homem possui.
    Abraços.
    Fabio, cristaodebereia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Agradeço pela sua opinião, e participem sempre.

    ResponderExcluir