A Vida de Alcuin de York



Possivelmente, você nunca ouviu falar de Alcuin de York, ainda que foi uns dos líderes mais importantes no século VIII.

Alcuin (735 - 804) foi um Prelado, professor e filósofo anglo-saxônico nascido em York, na Nortúmbria, região ao sul do rio Tâmisa, que ia desde o rio Humber até o rio Forth, líder do reativação cultural da Idade Medieval na Europa.

Estudou na Escola Catedral de York e formou-se na escola episcopal de Jarrow da Igreja na Inglaterra, fundada por Beda o Venerável.

Posteriormente lecionou em York durante quinze anos e ali criou uma das melhores bibliotecas da Europa, tendo transformado a Escola em um dos maiores centros do saber.

Chamado (782) pelo imperador Carlos Magno para cuidar dos interesses educacionais do Império, tornou-se seu conselheiro para questões de ensino e cultos.

Foi o criador das universidades ditas palatinas, ou Palácio-escola, em Aix-la-Chapelle, sob encomenda do imperador Carlos Magno, seu idealizador, na qual eram ensinadas as sete artes liberais: o trivium, gramática, lógica e retórica, e o quadrivium, aritmética, geometria, astronomia e a música.

Historicamente é considerado o maior artífice do renascimento carolíngio, por seu espírito organizador e pela criação de suas primeiras obras doutrinárias. Morreu na cidade de Tours, na França, e canonizado, tornou-se o patrono das universidades cristãs.

Escreveu livros de textos elementares sobre aritmética, geometria e astronomia.

Entre los discípulos que Alcuin de York tive em Tours (França) estive Fredegiso de Tours, Amalario de Metz, Hilduíno de Saint-Denis e Rabano Mauro, sendo este um dos grandes teólogos do século IX.

+

0 comentários: