As divisões da Teologia Cristã


Se pensamos a respeito da palavra teologia, tenho certeza que muitos terminariam pensando na Teologia Sistemática ou na Teologia Dogmática. Na verdade, a teologia se divide em vários ramos, ainda que historicamente a Teologia Dogmática e a teologia histórica tenham sido consideradas como sendo as principais ramificações.


Isso não significa que a forma pela qual fazemos teologia seja mais importante do que aquela usada por outros teólogos. De fato, é inegável que a teologia sistemática apresenta uma forte influencia sobre os seminários teológicos e, de forma interessante, pode-se notar um crescimento pelo interesse da teologia bíblica nesses últimos anos.

Desejo apresentar uma definição breve e concisa afim de que possamos entender as diferentes teologias.

1. A Teologia Exegética


A teologia exegética nos proporciona as ferramentas necessárias para estudar os textos das Escrituras. Assim, temos ao nosso alcance diversos métodos de interpretação para entender o significado do mensagem original no seu contexto cultural, histórico, nacional e socioeconômico no qual viviam os primeiros leitores. Deste modo, podemos entender o que este texto significava para eles no seu contexto.

2. A Teologia Bíblica


Esta é a teologia que formula um estudo exegético de cada livro das Escrituras. Aplica as regras da hermenêutica e analisa cada livro no seu contexto, de Gênesis até Apocalipses. Deste modo, expor o conteúdo e os ensinos dos livros bíblicos para ser entendido o papel de cada livro dentro de toda a historia bíblica. Isto ajuda aplicar estas verdades na vida da Igreja e de cada um de nós. Esta teologia esta fortemente relacionada com a teologia Exegética. Não em vão, tem autores que consideram as duas teologias ser uma mesma e só teologia.

3. A Teologia Sistemática


É o estudo de toda a verdade das Escrituras através de um sistematização do conhecimento contido nas mesmas e estruturado a partir das verdades fundamentais delas advindas. Esta teologia teve um grande sucesso na modernidade, porque tinha como base uma apresentação racional das verdades cristãs e uma interação com a filosofia, historia e outras ciências humanas. A teologia sistemática apresenta de uma forma ordenada e coerente as doutrinas cristãs. Esta teologia tem sido chamado por muito tempo, como teologia dogmática.

4. A Teologia Histórica


A teologia histórica dedica-se a comparar e analisar o desenvolvimento da teologia através dos séculos. Assim, podemos observar e aprender o pensamento e o desenvolvimento teológico e doutrinário da Igreja em relação aos desafios que ela enfrentou. Com isso podemos observar o que permitiu a entrada de certos erros na Igreja, e ao mesmo tempo, como a Igreja procedeu para combatê-los. Deste modo, podemos compreender melhor a teologia que existe hoje na Igreja. Dentre algumas teologias que surgiram através dos séculos, podemos destacar: Patrística, Calvinista, Luterana, Liberal, Teologia da Libertação e Neo-ortodoxia.

5. A Teologia Prática


Essa teologia trata sobre a aplicação eficaz dos conhecimentos adquiridos pelas demais teologias nas nossas vidas e na vida da Igreja. Deste modo, esta teologia ajuda a refletir a importância de sermos autênticos discípulos de Cristo para que o mundo possa conhecer a Deus como o único Deus verdadeiro e, também, para edificar aos santos da Igreja a fim de aperfeiçoá-los em todos os seus caminhos. Aprendemos como viver, orar, pregar, falar, entre outras coisas, tendo uma influencia direta no evangelismo, ética, eclesiologia, etc.


+


0 comentários: