Conhecendo Deus através da Religião Comparada

A fonte principal do conhecimento de Deus é a revelação de Deus na Persona do nosso Senhor, Jesus cristo, que foi a culminação de Sua revelação, como tinha sido vaticinada pelos Profetas do Antigo Testamento.

Ao mesmo tempo, temos outras fontes pouco consideradas que permitem conhecer a Deus até certo ponto.

A primeira a ser considerada é a Religião Comparada que trataremos neste artigo. Nos próximos artigos, estaremos escrevendo sobre a Consciência Humana e Deus como resposta.

Se pensamos sobre Religião Comparada, temos que refletir sobre a experiência humana sobre a religião através da história e das diferentes culturas. Assim, obtemos informação que nos ajudará a discernir se tem certas características comum às diversas religiões.

A Necessidade Universal de Deus

Existe uma necessidade universal de Deus entre os homens e as mulheres. Esta necessidade só é satisfeita pela religião e o desejo do homem de ir ao encontro com Deus. Não sou consciente de nenhuma tribo que não tenha nenhuma religião.

Assim, podemos perceber que essa necessidade do ser humano de ter uma experiência religiosa, é devido a que foi criado para adorar e louvar um Ser Divino. Este ser divino, sabemos que é o Deus Trino, Pai, Filho e Espírito Santo. Só Deus pode satisfazer a necessidade que as pessoas sentem no seu interior.

Infelizmente, muitos tentam preencher o buraco interior dos seus corações com consumismo, sexo, diversão, entre outras muitas coisas. Contudo, estes são só prazeres temporais que nunca tem preenchido ninguém.

Não em vão, o grande sucesso do consumismo é que as pessoas precisam continuar consumindo para sentir essa sensação de bem-estar quando compram. Talvez, infelizmente, isto explique o crescimento de consumo de drogas entre os jovens que desejam sentir novas sensações, devido a que não conseguem encontrar nada mais que satisfaça o seu ser.

Na verdade, eles precisam de Deus, mas esta opção é constantemente desconsiderada pela nossa sociedade.

A Importância das Consequências da Religião

Se observamos as consequências positivas da prática e crenças religiosas sobre o ser humano, e a mudança que isto faz na vida e conduta de cada pessoa, podemos perceber que as diferenças das pessoas são fruto das suas crenças, ou descrenças.

Recentemente, estava lendo um artigo sobre como os países que mais estão sofrendo a crise econômica na Europa, são países principalmente Católicos Romanos (Irlanda, Portugal, Espanha e Itália), sendo Grécia um país de religião Ortodoxa. Enquanto isso vemos como países, como Alemanha, Inglaterra, Suécia, entre outros, são países com uma forte ética protestante.

Isto é um bom exemplo de como as diferenças de religião produzem uma diferença real nas pessoas, comunidades e nações.

Assim, é absurdo o princípio do Iluminismo que a religião era só uma questão pessoal a ser vivida na privacidade de cada pessoa. A religião é um fato importante de transformação da sociedade.

Infelizmente, observamos hoje no Brasil uma religião evangélica que cria pessoas fortemente egoístas, não transformadas, e que tem feito do pecado uma virtude. O arrependimento, simplicidade de vida e o amor ao próximo não é ensinado e, ainda menos, vivido entre nós.

O maior milagre é uma vida regenerada e redimida pelo poder do Espírito Santo. Uma vida que esteja satisfeita em Cristo, ainda que não tenha nada.

Pior ainda é o analfabetismo bíblico entre os crentes. Isto deve fazer que reconsideremos o Cristianismo que está sendo desenvolvido no nosso amado Brasil.

A Religião é uma atividade fundamental do ser humano

Existem muitas formas em que hoje a religião é expressada. Antigamente, a religião era expressada através da filosofia, teologia, culto, entre outros. Hoje, vemos como idéias e estilos de vida se convertem em verdadeiras religiões.

Se observamos a cultura atual, poderemos ver como esta se desenvolve a partir de uns conceitos religiosos do autor, ainda se o autor é ateu. Assim, também acontece na arte, literatura, política, filosofia, esportes, entre outros. As nossas crenças, ou falta delas, surgem refletidas no que fazemos a cada dia. Agora bem, isto não é uma novidade, sempre foi assim através dos séculos.

O interessante da religião é que não é fruto de nenhuma outra atividade humana. Ela surge da própria necessidade de ter um encontro com o Deus vivo. Por esta razão, é que a religião tem uma influência em todas as áreas da vida. Não em vão, Jesus vem a proclamar e fazer visível o Reino de Deus no meio de nós.

Portanto, podemos afirmar que a religião é a atividade principal do ser humano, e não uma atividade secundária, como tem sido dito em muitas ocasiões.

A Religião envolve uma experiência

A religião, geralmente, envolve uma experiência mística e espiritual que o ser humano não termina de compreender.

Não em vão, os Cristãos somos conscientes que agora só vemos parcialmente, e só quando Jesus volte poderemos ver com total claridade.

A religião também tem uma divindade, ainda que esta seja o ser humano. Por esta razão, existem elementos próprios a toda religião, como a oração, culto, sacrifício, etc. Isto permite ao homem ter uma proximidade com a divindade.

A Religião é Social, não simplesmente uma atividade individual

A religião não pode ser vivida só individualmente, ainda que tenha componentes individuais. Ela é uma atividade social com um claro componente comunitário. É um evento do homem, como um ser social. A religião precisa ser compartilhada com outros para ser plenamente relevante na sua expressão.

Por isso, não pode ser simplesmente o que o homem faz quando está sozinho na sua casa. O elemento de culto em comunidade forma parte do próprio encontro com Deus.

A adoração e louvor deve ser um evento pleno. Não pode ser vivido e praticado no isolamento, ainda que existe um componente de solidão. Isto só reflete o fato que os homens somos seres sociais e, na maioria das nossas atividades, compartilhamos nossa vida com outros.

Finalmente...

Temos observado características próprias das religiões como um todo. Agora bem, existe uma diferença fundamental entre a Religião Cristã verdadeira e as outras religiões. Enquanto as religiões ensinam caminhos ao homem para encontrar a Deus, a religião Cristã ensina e acredita que Deus vem ao encontro das pessoas, como é visto claramente no fato da Encarnação de Jesus, Deus conosco.

O Cristianismo é única em muitos aspectos das outras religiões existentes hoje, ou na antiguidade. E, ao mesmo tempo, tem características compartilhadas com elas. Isto é devido a que Deus criou o homem para ser um ser religioso que segue buscando o Reino Perdido, o Éden.

PERGUNTAS:


2 comentários:

  1. Olá, sobre o seu comentário:
    "Existe uma necessidade universal de Deus entre os homens e as mulheres. Esta necessidade só é satisfeita pela religião e o desejo do homem de ir ao encontro com Deus. Não sou consciente de nenhuma tribo que não tenha nenhuma religião."

    Se existe uma necessidade universal de Deus, e essa necessidade só é satisfeita pela religião. O que tem a dizer sobre as religiões que não possuem Deus, como o budismo, jainismo e taoísmo? são religiões que possuem conceitos religiosos e espirituais mas que não incluem a ideia de um deus.

    ResponderExcluir
  2. Portanto, mostra exatamente o que quiz dizer não meu artigo. Eles buscam Deus em outras religiões, contudo não encontram a Deus vivo nestas religiões, e o vazio segue existindo. Somente Jesus Cristo pode preeencher a busqueda do ser humano.

    ResponderExcluir