A Importância da Teologia

Uma das questões que podem ser debatidas intensamente entre os círculos cristãos é a importância da teologia nos dias de hoje. Tem igrejas que apontam a teologia como a causante das divisões e conflitos nas igrejas. Outros entendem que a teologia é fruto do homem, e não de Deus.

Em meio disso, encontramos mais e mais igrejas que não estão fundamentadas nas Escrituras e tem uma teologia pobre. Isto tem feito com que doutrinas alíneas às Escrituras tenham entrado nas igrejas cristãs.

A teologia nos ajuda a refletir e resolver estes problemas através do estudo da Palavra de Deus e a reflexão humana (razão e tradição).

Observamos claramente nas Escrituras como o povo de Deus sempre tem sido um povo preocupado em ensinar as verdades concernentes a Deus.
1. Jesus dedicou muito tempo a ensinar e conversar com seus discípulos e as pessoas que encontravam. Ele não tinha medo das perguntas que as pessoas tinham, entendia que formava parte do processo de aprendizagem delas.
2. O próprio Paulo faz o mesmo. De fato, ele passou dois anos em Éfeso ensinando a Palavra de Deus a cada dia na escola de Tirano (Atos 19.9-10). Ele não ensinava simplesmente em público, mas também ensinava nas casas “todo o propósito de Deus” (Atos 20.27). Imagine, ele ensinava as maiores doutrinas e ensinos do Cristianismo para os efésios. Não podemos esquecer o simples fato de que as cartas dos apóstolos eram cartas teológicas, porque estavam cheias de conselhos bíblicos, doutrina e orientações de como viver a fé Cristã.
3. Paulo ensinou a outros a fazer o mesmo. Nas cartas a Timóteo, ele orientou a Timóteo a ler, exortar e ensinar as Escrituras à congregação em todo tempo (1 Timóteo 4.13; 2 Timóteo 2.2). Também escreveu que o presbítero deve receber respeito e honra, porque ele tinha um papel essencial na via da igreja, “Os presbíteros que governam bem devem ser dignos de honra em dobro, principalmente os que trabalham na pregação e no ensino” (1 Timóteo 5.17, leia também Gálatas 6.6).
A importância da teologia surge da necessidade de ensinar a palavra de Deus ao povo de Deus. De fato, uma das características das igrejas reformadas é que a teologia Reformada está fundamentada nas Escrituras, enquanto a teologia católica romana está fundamentada na filosofia.

Não em vão, a celebração do Dia da Bíblia surgiu em 1549, na Grã-Bretanha, quando o Arcebispo Cranmer, incluiu no Livro de Oração Comum um dia especial para que a Igreja lembrasse a importância da leitura das Escrituras. A data escolhida foi o segundo domingo do Advento - celebrado nos quatro domingos que antecedem o Natal. Esta coleta ainda é lida nas Igrejas Anglicanas de todo o mundo.
Bendito Senhor, quem determinou as Sagradas Escrituras ser escritas para nossa instrução; concede que as possamos de tal modo ouvir, ler, ponderar, aprender e assimilar interiormente que através da paciência e do conforto da tua santa Palavra, podemos abraçar e para sempre se manter a alegre esperança da vida eterna, que tu nos tens dado em nosso Salvador Jesus Cristo. Amém.
Deste modo, lembramos que a essência da Reforma foi: “o povo de Deus é o povo da Palavra.” Tudo o que fazemos, vivemos e acreditamos está fundamentando nas Escrituras, e a teologia nos ajuda a satisfazer o desejo de conhecer mais intimamente a Deus e ser Igreja hoje.

Em Mateus 22.37, lemos, “Jesus lhe respondeu: Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, de toda a alma e de todo o entendimento” (eu dei a ênfase). Amar a Deus com todo o entendimento requer entender os ensinos de Deus, para depois poder aplicar os mesmos no estilo de vida de cada pessoa. Jesus falou que éramos seus amigos se obedecíamos os seus mandamentos (João 15.15).

Este conhecimento aplicado faz que o caráter do cristão seja transformado. A mudança forma uma nova vida em nós. As prioridades são diferentes, e os desejos são outros. Desta forma, o caráter de Cristo se forma em nós a partir do conhecimento da verdade de Deus (leia 2 Pedro 1.2-8).

O conhecimento de Deus, e suas verdades eternas, nos permite conhecer a pureza do evangelho e defender a fé Cristã. Isto é de grande importância. Hoje em dia, encontramos na sociedade pensamentos dos mais diversos. Estes podem ser filosóficos, religiosos, científicos, entre outros. Por isso, o cristão precisa entender o que acredita e ser capaz de explicar em que acredita. Ao mesmo tempo, os líderes (leigos e ordenados) precisam ser capazes de apresentar e defender com clareza a verdade e denunciar o falso ensino (1 Timóteo 1.3ss; 1 Timóteo 3.15; Hebreus 13.9; 2 João 9-10).

Finalmente, se somos capazes de compreender, viver, defender e ensinar o evangelho, somos capazes de proclamar e pregar o evangelho de Jesus Cristo. Por isso, lemos em Tito 1.9, “que se mantenha firme na palavra fiel, conforme a doutrina, para que seja capaz tanto de exortar na sã doutrina quanto de convencer os seus opositores.” A Igreja precisa ser fiel na pregação das Escrituras, e ensinar as doutrinas, em todos os tempos, lugares e pessoas. Isto tem sido feito desde o princípio, porque, do contrário as pessoas são inconstantes (Efésios 4.14).

A teologia é importante, porque é eficaz em todo este processo.

TEXTOS BÍBLICOS:

Atos 19.9-10; Atos 20.27; 1 Timóteo 4.13; 2 Timóteo 2.2; 1 Timóteo 5.17; Gálatas 6.6; Mateus 22.37; João 15.15; 1 Timóteo 1.3ss; 1 Timóteo 3.15; Hebreus 13.9; 2 João 9-10; 2 Pedro 1.2-8; Tito 1.9; Efésios 4.14.

PERGUNTAS:

1. Quais são algumas das críticas que você tem ouvido sobre a teologia?

2. Quais são os problemas que encontramos nas igrejas sem uma teologia desenvolvida?

3. Qual era atitude de Jesus e os apóstolos referente à teologia?

4. Que tem como base a Teologia Reformada? Explique.

5. Como a teologia ajuda aos cristãos?

6. Qual é o seu entendimento da função da teologia na vida da Igreja?

+

0 comentários: