A Tragédia Anglicana


O filósofo Aristóteles escreve na “Poética” sobre os elementos que uma tragédia contêm para ser considerada uma boa tragédia. Portanto, consideramos uma tragédia como um drama, que tem como características a seriedade e distinção, e onde geralmente encontramos um conflito entre uma personagem e algum poder de instância maior (a lei, os deuses, o destino ou a sociedade).

Quando aplicamos estes elementos na atualidade Anglicana nos últimos dias, temos como resposta uma verdadeira tragédia anglicana (anunciada).

E, sem desejar ser autor, me encontrei no meio de tudo. Isto foi fruto de um mundo virtual onde os eventos acontecem quase sem perceber e uma conversa entre amigos pode ter consequências maiores e, às vezes, inesperadas. Só precisamos ver o papel da internet no Norte da África, já esquecida devido aos eventos no Japão.

Ontem recebi um e-mail com a noticia de que Ricardo Lorite, da Igreja  Anglicana do Brasil, foi demitido da CEEC e deposto como bispo. O motivo foi que, desde 2008, a IAB não seguia os Cânones da CEEC nas questões relacionadas à sexualidade, e estavam abertos à ordenação de homossexuais declarados.

Quando pensamos que este final poderia ter sido evitado com uma simples decisão, se pergunta o que faz as pessoas atuarem deste modo. Isto não aconteceu por falta de conhecimento, mas por falta de sabedoria. Simplesmente, foi uma tragédia anunciada com grandes consequências.

O comunicado oficial da CEEC diz, “Todas as ordenações, depoimentos e ações eclesiásticas que ele fez desde 2008, enquanto esteve no cargo de arcebispo da Igreja Anglicana do Brasil, Arquidiocese dentro da CEEC, não serão reconhecidas pela CEEC e são considerados inválidas, nulas e vazias, já que foram feitas enquanto estava agindo violando os Cânones da CEEC.”  

Isto significa que todos os bispos, presbíteros e diáconos ordenados pelo ex-bispo da CEEC desde 2008 são ordens irregulares a partir de agora. De fato, a própria CEEC considera estas inválidas, nulas e vazias.

Sendo assim, não consigo entender como a própria CEEC não percebeu nos últimos três anos o que estava acontecendo no Brasil.

Muitos se alegram agora, mas onde estavam todo este tempo? Por que estiveram em silêncio? E, ainda mais, por que os líderes brasileiros que estiveram vinculados no passado à CEEC ficaram calados? Por que não mantiveram contato com a CEEC?

Edmund Burke escreveu, “A única coisa necessária para o triunfo do mal é que os homens bons não façam nada.”

Quero terminar dizendo que não me alegro com o que tem acontecido com Lorite. Porém fico aliviado que as verdades da Bíblia tem sido defendidas.

Muitas coisas precisam mudar no Brasil, se desejamos alcançar os 160 milhões de brasileiros que ainda não tem conhecido o amor e a graça do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

+

15 comentários:

  1. +Josep,

    Como é de seu conhecimento me desliguei da IAB dia 10 p.p., ou seja, 4 dias antes deste documento da CEEC. Como minhas ordens foram conferidas por outro bispo e de outra jurisdição em nada me atingiu pessoalmente essa decisão.

    No entanto, quero esclarecer um ponto: Eu não sabia qua havia na IAB uma decisão OFICIAL pró-ordenação de homossexuais praticantes e ontem conversei com outro ex-clérigo da IAB que também me afirmou desconhecer tal decisão OFICIAL. Todos pensávamos que se tratava de opinião pessoal do Lorite, portanto, coisa oficiosa.

    Quando fui comunicado oficialmente pelo próprio Lorite na última quinta-feira, imediatamente me desliguei da jurisdição. Também não fico feliz com o que aconteceu e concordo com você que tudo isto poderia ter sido evitado, mas, eu, particularmente, sempre deixei claro para ele a minha não concordância com a agenda teológica GLBT.

    Cabe a cada um prestar contas de si ao Todo-Poderoso e orar para que a vontade de Deus se faça na vida dele e na nossa.

    Em Cristo,

    Sandro+

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo seu comentário e esclarecimento, Sandro+.

    ResponderExcluir
  3. Pouco nos importa o que a CEEC pensa ou deixa de pensar, nunca pagaram nossas contas e nunca nos ajudaram em nada.
    Somos uma igreja totalmente independente, registrada de acordo com as leis brasileiras, assim como o nosso episcopado e sucessão apostólica nunca veio da CEEC.
    No anglicanismo cada Igreja é totalmente independente.
    A CEEC é uma comunhão de igrejas independentes, e o que decidimos é problema nosso e não da CEEC.
    Assim como Lutero eu queimo em praça pública este documento da CEEC que em nada nos afeta.
    Continuamos o nosso trabalho como uma jurisdição anglicana independente e plena.
    Temos uma mensagem de amor e inclusividade, visto que tem muita gente que necessita de uma igreja com estas características, em um universo dito cristão, onde as posições são muita mais parecidas com a dos fariseus do que com as de Cristo e seus discípulos.
    Em Cristo o véu se rasgou e o acesso a Deus é direto e pleno.
    Já vínhamos desde a muito tempo em conversações com jurisdições cristãs liberais e inclusivas, e nosso afastamento da CEEC já era previsto, pois desde que demos um passo maior na questão da Inclusividade sabíamos que mais cedo ou mais tarde isso aconteceria, pois nossas posições ficaram bom tempo em nosso site, retiramos para reformula-las de acordo com nossa Declaração de Fé.
    Ao Sr. Rossello só temos que agradecer por nos delatar a CEEC, que realmente parece que não tem nem idéia do que acontece com suas igrejas membros, pois não passa de uma comunhão virtual que nunca nos deu qualquer respaldo, sendo que tudo o que temos feito é por obra e graça de Deus.
    Só espero que o ministério do Sr. Rossello seja tão atuante quanto suas intrigas. Vá cuidar das ovelhas que Cristo lhe concedeu para pastorear e se preocupe mais com sua igreja.

    ResponderExcluir
  4. Foi interessante como aconteceu, porque falei com um amigo (quem nem é da CEEC) sobre a situação no Brasil, e o resto é história. Sinceramente, vejo o juízo de Deus neste processo todo, mas não me alegro por isso.

    A IAB pode falar que esta decisão não tem nenhuma consequências na suas ordens, contudo isto não é certo. Qualquer pessoa bem informada sabe das graves consequências de ser deposto do episcopado.

    Nunca vou entender, porque não abandonou a CEEC antes para evitar uma situação que você já era consciente que estava por acontecer. Isto houvesse livrado a IAB de ter umas ordens mais que questionáveis na atualidade, para não dizer invalidas.

    Finalmente, agradeço sua preocupação pelas ovelhas de Deus sob meu cuidado. A verdade é que Deus tem sido muito bom, porque a igreja tem crescido de uma igreja a 24 igrejas em dois anos.

    ResponderExcluir
  5. Roma questiona as ordens anglicanas a séculos, os protestantes em geral então nem ordens tem para Roma, no entanto a Igreja Reformada tem vivido muito bem a sua vida, sem se preocupar como o que o maior patriarcado cristão pensa ou deixa de pensar, e eu vou me preocupar com o que meia dúzia de bispos homofóbicos, arcaicos e desconexos pensam ou deixam de pensar. Faz me rir. Não estamos nem aí para o que pensam ou deixam de pensar da IAB, somos uma igreja registrada de acordo com as leis deste país e acabou. Temos liberdade plena de religião neste país, tanto que se aceita até um bispo estrangeiro falando um monte de asneiras. Vá procurar o que fazer. Já que se fala em reconhecimento e tal para nós da IAB só existe uma igreja além de nós que reconhecemos como anglicana em sua plenitude a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil e nem a opinião dela nos afeta, a opinião de gente que se diz anglicana vai nos importar. Acorda pra a vida! Igreja Reformada sempre se reformando! Se dizem reformados e se portam como a Igreja de Roma da Idade Média, vocês são uma piada de péssimo gosto. Vão brincar de Papa em outra freguesia.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Com certeza, sua igreja é registrada, mas também são os Testemunhos de Jeová, os Mórmons, os Espirita, etc. O fato de uma igreja ser reconhecida pela lei dos homens, não faz que esta seja uma igreja de Cristo.

    O interessante é que agora critica com tanto contundência uma comunhão a qual você não saio dela, mas foi expulso. Será que realmente a CEEC é todo isso que você fala? E se é, porque a IAB não saio dela?

    Infelizmente, o fato é que todos o clero que foram ordenado pelo Lorite desde 2008, tem ordens invalidas. E Lorite que foi Arcebispo Primaz Metropolitano, hoje é só um presbítero que foi deposto do Episcopado.

    ResponderExcluir
  8. SOU ARCEBISPO PRIMAZ DA IGREJA ANGLICANA DO BRASIL DE ACORDO COM AS LEIS DESTE PAÍS. SE O SENHOR NÃO RESPEITA AS LEIS DO MEUS PAÍS NÃO DEVERIA ESTAR POR AQUI. NÃO VIVEMOS EM UMA TEOCRACIA E SIM EM UMA DEMOCRACIA. PORQUE O SENHOR NÃO VAI FALAR ESTAS ABOBRINHAS NA ESPANHA, ONDE A RELIGIÃO OFICIAL É A CATÓLICA ROMANA? VEM AQUI NO MEU PAÍS AFRONTAR AS NOSSAS LEIS? SE ENXERGA! VAI SE TRATAR. NINGUÉM PODE TIRAR AQUILO QUE NUNCA DEU, A CEEC NUNCA NOS DEU NADA. LARGA A MÃO DE SER TÃO CEGO, VÊ SE SAI DA IDADE MÉDIA. POR UM ACASO O SENHOR FAZ PARTE DA COMPANHIA DE JESUS? PARECE QUE ESTÁ NO SANGUE DOS ESPANHÓIS A SANTA INQUISIÇÃO. ALGUÉM JÁ DISSE PARA O SENHOR QUE A SUA SUCESSÃO APOSTÓLICA NA ESPANHA NÃO VALE NADA? ACORDA PARA VIDA !!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Caro Rev Lorite,

    se isso é assim, porque toda está agressividade? Se você está certo, os argumentos não deveriam ser suficiente?

    O problema é que seus argumentos são o ataque... me desculpe, mas eu discordo com você pelas suas posições que acredito ser contrarias as Escrituras, mas as igrejas não reconhecem seu episcopado mais, porque você foi deposto pela sua autoridade espiritual até faz uns dias.

    Entendo que isto esteja sendo muito difícil para você.

    Graça e paz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com todo respeito a dom Lorite de quem muito respeito e gosto, mas dom Rossello está corretíssimo, não é com agressividade que ganharemos qualquer questão.

      Excluir
  10. Que igrejas? A sua e de tantos outros iguais a você? Pelo amor de Deus! Se acham tão importantes assim? O que vocês pensam ou deixam de pensar não me afeta em nada. Quem você diz que me "depos" não tinha, não tem e nunca terá autoridade para isso. Será que é tão difícil assim entender que não se pode tirar aquilo que nunca se deu? Isso é cristalino, só não vê quem tem alguma razão em querer depreciar a IAB. A CEEC já me recebeu como Arcebispo, assim como recebeu a IAB que já existia, entramos em uma comunhão de igrejas, continuando a sermos autônomos, não fomos absorvidos pela CECC em momento algum, visto que sempre fomos anglicanos plenos, e não um grupo de Convergênvcia. Além do que Lutero, Cranmer e tantos outros heróis da fé não se preocuparam com o que o Chefe da "Cristandade" da época pensava eu vou me preocupar com o que pensa gente tão obtusa quanto os que me atacam! Eu só tenho a agradecer ter me ajudado a ter rompidas as últimas amarras que tínhamos com gente intolerante e arrogante. Nós anglicanos sabemos viver em harmonia com aqueles que pensam diferente de nós, inclusive dentro de nossa tradição, diferente de outros que se denominam cristãos. Com eu já vinha a tempos dizendo a Dom Russ, os "anglicanos" independentes infelizmente são muito frágeis, pois casos como este entre nós e a CEEC é tratado simplesmente com um e-mail de "excomunhão". E este tipo de excomunhão via internet não é novidade para mim, pois em 2004 já fui excomungado por ser liberal e macro ecumênico, da mesma forma patética. E reafirmo, assim como também afirmei a Dom Russ, que nós da IAB reconhecemos oficialmente a Primazia do Arcebispo de Cantuária sobre todos os anglicanos, sejam eles ligados ou não a Comunhão Anglicana, oficialmente. O Arcebispo de Cantuária tem estudado a anos as melhores decisões para a crise entre liberais e conservadores dentro da Comunhão Anglicana,e até hoje eu não o vi excomungar ninguém e acredito que nuca verei, diferente de outros que querem ser um "arcebispo de cantuária", que se deixar depõe até o verdadeiro sucessor de Santo Agostinho. Assim como não queremos contato com os "anglicanos" que apostam na derrocada da Comunhão Anglicana, por declararem a mesma liberal, o que também fazem aqui no Brasil contra a IEAB. Vocês para nós não são nem anglicanos! Além do mais eu nunca vou pedir incardinação em uma igreja igual a sua ou tantas outras que se dizem anglicanas neste país e tem posturas tão ridículas quanto a sua,, influenciado pela mente Inquisitorial da Idade das Trevas, então se vocês não reconhecem minhas ordens é um problemas de vocês, pois nós continuaremos a agir como sempre agimos, como uma igreja que ama incondicionalmente.

    ResponderExcluir
  11. Você esta dizendo que foi excomungado em 2004 e, agora, deposto do Episcopado?

    Por favor, Lorite, arrepende-se e volte aos ensinos da Igreja cristã sobre a sexualidade pela misericórdia de Deus. Não condene o seu povo e sua pessoa pelo orgulho e amor ferido. Ainda tem tempo de pedir perdão e buscar a graça de Deus.

    Estou pedindo pelo seu amor ao seu povo.

    Voltei a Cristo, irmão.

    ResponderExcluir
  12. Rev Lorite, por favor, escute o apelo do Bp Rossello.

    O senhor está fazendo desnecessário, com sua destemperada reação, qualquer refutamento de argumentos por parte do bispo.

    Paz

    ResponderExcluir
  13. Bispo Dom Ricardo Lorite, já tivemos alguns entraves, mas eu o respeito como pessoa e como bispo, apear de fazer minhas as palavras de Dom J. Rossello, a questão de seu episcopado eu não tenho autoridade para falar nada, pelo contrário, o respeito como tal, mas, a apostasia em apoiar algo que as Sagradas Escrituras condenam isso sim. Eu antes do meu episcopado como padre, já dei muito mal testemunho, já errei muito, já envergonhei o meu Deus várias vezes com meus pecados, apesar de pela graça de Deus, hoje estou vivendo e procurando viver o Evangelho, mesmo assim, sou agredido, caluniado e difamado, por pessoas que se dizem Ministros de Deus, mas suas vidas não condizem com a Palavra de Deus. Perdoe-me querido Bispo, mas não vi em momento algum o Bispo Rossello lhe agredido, mas creio que devamos nos amar uns aos outros. Obrigado, Dom Freitas.

    ResponderExcluir