Temos por Pai a Abraão



“E não presumais, de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão” (Mateus 3:9).

Nos últimos anos, tenho percebido como tem pessoas que não procuram mais o que a Bíblia diz, mas procurar associar seu nome a nomes de autores e teólogos reconhecidos para mostrar assim a certeza da sua posição e defender suas ideias e comportamentos, ainda quando nem sempre estejam em conformidade com as Escrituras. É importante se associar com a pessoa certa, pensa o fariseu moderno, porque dá uma imagem de respeitabilidade. Ele não precisa ser espiritual, ou ter ideias próprias, somente precisa parecer espiritual e falar as cosias certas para as pessoas certas e ganhar muitas curtidas no FB. Não importa, se esquecem de amar ao próximo no caminho.

Os fariseus chegam a fazer uso inclusive das denominações para tal propósito. Alguns consideram que ser de certa denominação dá IBOPE e ninguém poderá em dúvida sua teologia, porque é desta denominação ou daquela outra. Em nome da são doutrina, se ofende e se atua em contra daquilo que se espera de um verdadeiro discípulo de Cristo. No entanto, somente precisamos encontrar o purismo ao redor de certas tradições eclesiásticas para descobrir que estar associada a esta ou aquela igreja, faz o fariseu moderno se sentir seguro na sua fé, porém distante de Deus. Essa associação faz eles sentir-se espiritualmente superior, ainda que sua vida espiritual seja igual aos antigos fariseus.

Os fariseus antigos encontravam sua segurança pelo fato de Abraão ser o seu pai. Será que os fariseus modernos tem em outros grandes homens de Deus os seus ídolos, seguranças e esperanças?

Se existe uma coisa fácil de fazer hoje em dia, em uma sociedade pós-verdade e pós-moderna, é ter uma vida espiritual vazia e, contudo, parecer espiritual por associação. Isto não é novo, porém é mortal. Nos podemos ler, falar, atuar e pensar como os teólogos e pastores que admiramos e, não, por isso, seremos considerados dignos de ser verdadeiros discípulos de Cristo.

Aprender de sábios teólogos e bons pastores é de grande importância. Participar de uma igreja saudável fundamentada na Palavra de Deus e os Sacramentos, é esperado. Ser parte de uma tradição bíblica e apostólica, sem dúvida é de grande conforto e testemunho. Contudo isto não é suficiente, se é todo o que temos.

O fariseu moderno tentará mostrar sua espiritualidade por associação, sem ter vida própria. Assim escondem atrás de nomes respeitados, em vez de mostra sua verdadeira face, e falta de espiritualidade, e comunhão com Deus. Escondendo quem são realmente, pretendem ser aquilo que nunca foram, e enganam as pessoas ao redor deles.

Sejam cuidadosos daqueles que se gloriam de quem conhecem, com quem caminham, e quem igreja se congregam, porque atrás de toda essa conversa seja somente um desejo de sentir-se superior quando, na verdade, não conhecem intimamente ao Senhor, Jesus Cristo.


Como descobrir um fariseu na sua vida? | Bispo Josep Rossello


0 comentários:

O Filho de Deus, General dos Anjos



Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles --- Hebreus 1:4

Encontramos diversos nomes para Deus nas Escrituras, um deles é o "Senhor dos Exércitos". Ele é o Senhor que tem um grande exército que incluí um número incomensurável de anjos servindo a Deus. E o próprio nome, SENHOR, manifesta a grandeza e santidade do Seu nome.

Os anjos são uma das criaturas mais interessante para ser humano, porque existe muito mistério ao redor deles, e inclusive imagens e ideias fantásticas sobre estes seres celestiais. Um fato é certo. Os anjos são servos do Deus Altíssimo que servem ao Senhor. Eles guardam as coisas sagradas que, assim, Deus deseja (Gênesis 3:24). Eles são guerreiros e lutam as batalhas (Daniel 10:13). Eles trazem mensagens de Deus (Lucas 1:26). Eles ajudam e auxiliam o povo de Deus (Atos 12:7).

Você já parou a pensar que há mais anos dos que possamos contar (Hebreus 12:22). Como os exércitos das nações, existem várias cargos e posições no exercito dos anjos de Deus. A Bíblia menciona particularmente querubim (Salmo 99:1) e serafim (Isaías 6:2).

Alguns anjos são chamados arcanjos, o que significa principal anjos (Judas 9). Aqueles anjos tem um maior honra e importância dentro da ordem de Deus. Porém nenhum deles nunca serão capazes de ser comparado a grandeza do Filho de Deus, porque o nome dEle é sobre todo nome, Jesus. Ele recebeu por doação o maior de todos os nomes (Fp 2.9-11).

Todos honraram o nome de Jesus. Esta é a declaração do Pai. Isto incluí cada pessoa, cada anjo, e cada espírito. Não importa se estão no Céu, na terra, ou no inferno. Acreditem ou não em Cristo. Todos declararam que Jesus é Deus. E isto traz curiosamente a honra ao Pai.

0 comentários:

As imagens nunca vistas



O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas - Hebreus 1:3

Há uma razão boa porque as pessoas encontram difícil compreender muitas coisas sobre Deus. Tem coisas que conseguimos compreender e ver, contudo há uma realidade que não conseguimos ver ainda. Há coisas maiores que não podemos compreender ainda.

O autor deseja nos ensinar que Deus o Pai é como o Filho em cada forma. As pessoas viram Jesus, mas não veriam o Pai. Assim o autor escolheu duas imagens para descrever a realidade que as pessoas não podiam ver.

1. Poderíamos dizer que vemos o sol. E o que vemos é demasiado brilhante para olha-lo por um instante. Na realidade, somente temos visto a luz que nos chega do sol. Deste modo, Jesus veio do Pai. Por um período breve, as pessoas podiam ver a grandes de Deus em Jesus (João 14:9). E fui maior e mais maravilhosa que qualquer coisa que eles podiam imaginar (Joãp 1:14).

2. Podemos ver imagens em uma moeda. Novamente, há uma realidade que não conseguimos ver. Essa moeda foi feita com uma maquina que contém a imagem original que é pressionada fortemente na moeda e, deste modo, a moeda tem a imagem perfeita. Jesus vem do Pai, e Ele tem um caráter perfeito, como o próprio caráter do Pai. Não há nenhuma diferença entre os seus pensamentos, suas palavras ou suas decisões. Eles são iguais, porque são um só Deus.

O autor de Hebreus escreve dois fatos destacáveis sobre Jesus. Há uma realidade sobre Jesus que as pessoas não podiam ver neste mundo.

1. Todo existe pela palavra poderosa de Jesus. Não poderiam existir sem ele, porque Ele é a Palavra.

2. Jesus finalizou sua obra para que Deus pudesse perdoar os atos malvados das pessoas. Por esta razão, Deus deu a Cristo o lugar mais importante no Céu (Filipenses 2:8-9). Ele está sentado em um lugar de honra na mão direita do Pai (Lucas 22:69; Atos 7:55).

+

0 comentários:

Do Pai e do Filho



A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo - Hebreus 1:2

O propósito principal do autor é nos ensinar que Jesus é Deus. Em ordem para fazer isso, ele explica a relação ente Deus o Pai e o Filho.

É o plano do Pai que o Filho receberia todas as coisas. Isto poderia ser comparado a situação onde um grande rei que nomeia seu filho para governar seu reino. O filho talvez não governe imediatamente, porém existe a total certeza de que, no tempo certo, o desejo do pai para o seu filho acontecerá. O pai tem declarado que ele não dividirá o país entre vários governantes. Todas as coisas pertencem ao seu filho.

Uma vez dito isto, ainda que o exemplo de um rei e seu filho nos ajude a compreender, em parte, o propósito e desejo de Deus, também é certo que tem suas limitações. Temos que perceber e realizar-nos que o filho de Deus tem sempre existido. Deus - o Pai, o Filho e o Espírito Santo - sempre tem existido desde eternidade passada a eternidade futura. Ele sempre tem estado aí. Ele é um Deus, agora e sempre. O Pai não criou o Filho. Porém o Pai enviou o Filho ao mundo.

Deus fez isso no inicio quando Ele criou o mundo. Em Gênesis 1, lemos sobre isto, Ele falou Sua palavra. Assim Ele criou todas as coisas pela Sua palavra, Em João 1:14, o apóstolo nos ensina que a palavra é o próprio Filho de Deus.

Nunca deveria nos surpreender aos cristãos que Deus criou o mundo. Tampouco deveria nos estranhar que Ele volte para governar Sua criação. Nos devemos esperar Deus criar e governar. Ele não seria Deus se não fosse capaz de fazer estas duas coisas.

Agora, um fato que sempre nos maravilha é o fato de que o Filho de Deus estivesse disposto a nos resgatar do pecado, destruir o poder de satanás e nos salvar da morte. Principalmente, porque éramos os inimigos de Deus. Sobretudo devido a que os inimigos de deus eram destruídos no Antigo Testamento. Porém, os evangelhos nos surpreendem com a encarnação de Deus. As nações e os povos tinham abandonado a lei de Deus e adoravam outros deuses diferentes ao único e verdadeiro Criador do Universo. Contudo o amor de Deus nos mostra um Deus que não tem esquecido o mundo, nem a Criação, deus ainda amava o mundo, assim que enviou Seu Filho Unigênito, Jesus (João 3:16). Ele enviou Jesus a salvar as pessoas que não merecia sua ajuda.

+

0 comentários:

O Antigo Testamento é sobre Jesus



Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho... - Hebreus 1:1.

Para Jesus e a primeira geração de Cristãos, as Escrituras Sagradas estavam compostas somente pelos livros do que hoje chamamos Antigo Testamento. Eles também acreditam que estes livros eram a revelação de Deus através dos textos sagrados. Assim, cada livro era considerado ser a perfeita Palavra de Deus. A Bíblia tem muitos escritores e autores humanos, porém somente um autor final, Deus. As pessoas que escreveram os livros sagrados, não simplesmente escreveram seus próprios pensamentos, interessantemente escreveram os pensamentos e as palavras que proveem do próprio Deus (2 Pedro 1:20-21).

Esta é a razão que a primeira geração de cristãos descreveu os autores do Antigo Testamento, como profetas. Um profeta é uma pessoa escolhida por Deus para escrever ou falar as revelações e palavras de Deus. O Profeta declara a mensagem de Deus.

Os primeiros Cristãos inclusive chegaram a descrever pessoas como Davi como um profeta. Hoje em dia, não pensamos Davi como um profeta. Porém o apóstolo Pedro assim pensava (Atos 2:29-30). E Pedro adicionou que Davi tinha descritos futuros eventos (Atos 2:31). Deus mostrou a Davi o que ia acontecer a Cristo.

O autor de Hebreus escreve que, realmente, cada livro do Antigo Testamento é realmente sobre Jesus. Pode parecer que trate outros temas; por exemplo, histórias como 2 Samuel, ou cânticos e orações como em Salmos, contudo Hebreus nos mostra como passagens destes livros apontam e nos mostram Jesus Cristo, nosso Senhor.

Os Autores do Antigo Testamento, possivelmente, nem sempre eram conscientes que estavam escrevendo sobre Jesus, contudo o Espírito Santo mostrou aos autores o que deviam escrever e como escreve-lo. Portanto, eles foram capazes de escrever os livros sagrados do Antigo Testamento.

+

0 comentários: