Voltando a Reforma e além


Hoje celebramos a data que Martinho Lutero, um monge, há quasese 500 anos, fixava suas 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg, Alemanha. Atualmente, observamos a Reforma Protestante com os olhos do século 21 e perdemos alguns aspectos simples do que aconteceu no Século XVI.

Tem acontecido muitas coisas nestes cinco séculos e nem tudo tem sido positivo, como o simples fato de que a Igreja de Cristo hoje está dividida em milhares de igrejas, comunidades e seitas cristãs, que aparecem a cada dia. O Rev. David Watson já comentava, em sua época, sobre este terrível pecado consequente da Reforma Protestante.(1)

A primeira geração dos Reformadores nunca tiveram a intenção de dividir a Igreja Católica ou fundar uma nova igreja ou ainda organizar uma denominação cristã. Seu desejo era Reformar a Igreja de Roma corrigindo os erros doutrinários e as práticas errôneas as quais tinham sido aceitas e desenvolvidas em seu meio durante a Idade Média.

4 comentários:

O futuro da Comunhão Anglicana


Tenho recebido bastantes mensagens me perguntando sobre a chamada que tem feito o Arcebispo Welby a todos os Primazes da Comunhão Anglicana. Evidentemente, a Bispo Primus da Free Church of England (Igreja Livre da Inglaterra) não fui convidado, porque nossa denominação anglicana não pertence a Comunhão Anglicana, ainda que seja parte de GAFCon e FCA. Cabe lembrar que o Bispo Primus, John Fenwick, participou em GAFCON 2 representando a FCE. E esteve presente também, como delegado por NAMS (New Anglican Mission Society).

A intenção do Arcebispo Welby é tentar manter certa coesão entre as igrejas que formam parte atualmente a Comunhão Anglicana; e, também, convidou ao Arcebispo de ACNA, Foley Beach, como observador nesta reunião.

3 comentários: