As palavras, o vento as leva


"Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus. Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã." (Tiago 1:19-26)

Esta epistola de Tiago, o irmão mais novo de Jesus, insta a ser atentos ao que outros falam e cuidadosos no que falamos. Ele adverte contra irritar-nos, dando jogo a nossa raiva, porque isto não vai permitir que cresçamos em santidade.

Tiago enfatiza fortemente a grande importância que tem ser praticantes da palavra. Ele nos mostra que a religião de um homem, se não faz que cresça em discernimento e autocontrole, se não transforma seu pensamento e a forma como vive, então é sem valor.

Quantos realmente tomamos a serio as palavras de Tiago? Quantos vamos ao culto, escutamos as orações, as leituras, o sermão, consideramos o que escutamos e vivemos conforme a palavra de Deus? Quantos fazemos o mesmo com os hinos e cânticos, as orações, a Santa Ceia? Quantos somos pessoas que seguimos os ensinos de Cristo e vivemos conforme a eles?

Não nos contentemos, como alguns que vão cada domingo a Igreja e tomam a Santa Ceia, falam com os amigos e, depois, vão para casa vivendo suas vidas sem fazer nenhuma diferenca, igual aos vizinhos deles que não vão a igreja. Permitindo que a Palavra não tome o seu coração e transforme sua vida. Podem acreditar que a Santa Ceia os transforma, ainda assim não vemos nenhuma evidencia de mudança nas suas vidas. Não encontramos nenhuma evidencia de suas crenças na Sagradas Escrituras.

Sejamos praticantes da palavra, assim nossas vidas serão mudadas pela ação da palavra de Deus nas nossas vidas. Deus se revela obrando em nos, porque Ele é a causa de nossos desejos e nossos atos. Nossas ações dao credito as boas novas de Jesus Cristo.

Podemos fazer varias coisas para ser praticantes da palavra. Por exemplo, escrever os pontos principais do sermão e suas aplicações em um pequeno livro de notas. Podemos tomar estas notas e ler de novo durante a semana, meditar sobre elas, e seguir os princípios que encontramos nele, vivendo as verdades reveladas na palavra de Deus.

Podemos nos reunir em pequenos grupos com outros cristãos, e compartilhar com outros o que estamos fazendo e oferecer apoio e animo. Precisamos dedicar seriamente um tempo cada dia para ler e estudar a palavra de Deus, vivendo aquilo que aprendemos nas Escrituras. Podemos memorizar textos bíblicos e permitir que estes textos formem nossas vidas conforme o seu ensino.

Ser praticantes da palavra não é uma coisa que vamos conseguir fazer na nossa própria força natural. Requer a graça do Espirito Santo. Por isto, precisamos fazer nossa a oração que o bispo diz na nossa confirmação, como ele pôs a mão sobre a cabeça como um sinal de boa vontade e preocupação.
Defenda, ó Senhor, este teu Servo com a tua graça celestial, para que ele possa continuar sendo teu eternamente; e aumenta diariamente o teu Espírito Santo cada vez mais, até que venha o teu reino eterno. Amém.
Aqueles que são praticantes da palavra são abençoados nas suas ações. São especialmente abençoados no conhecimento e o que eles fazem é agradável ao seu Senhor. Se mostram eles mesmos ser verdadeiros discípulos de Cristo, aqueles que o amam em verdade.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.” (João 14.21)
Aqueles que são praticantes tem uma parte e um lugar no Reino de Deus. São contados entre os santos e são da família de Deus.
Vieram ter com ele sua mãe e seus irmãos e não podiam aproximar-se por causa da concorrência de povo. E lhe comunicaram: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem ver-te. Ele, porém, lhes respondeu: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a praticam.” (Lucas 8:19-21)
Deus está levantando praticantes da sua palavra no Seu santuário. Ele os está unindo, como a sua morada. Ele esta tomando um povo entregue a Ele para deixar claras as virtudes daquele que os tirou das trevas para Sua maravilhosa luz.

A Deus seja toda a glória, agora e para sempre. Amém.

+

0 comentários: