Obedecer é mais difícil que aprender a lição


Existe um claro ênfase evangelístico nas igrejas evangélicas. Tal ênfase não se encontra presente tão fortemente em outras tradições cristãs, como observamos entre os evangélicos. Evidentemente, as Escrituras são claras sobre a importância da pregação do evangelho de Jesus Cristo. Contudo, nem sempre a igreja tem lembrado da importância do discipulado. O problema é que sem ensino e instrução, a grande comissão realmente não é cumprida.

Esta questão tem sido uma questão presente nos últimos anos. Alguma coisa não termina de acontecer do modo que deveria, já que os cristãos não vivem conforme aquilo que se espera deles. Sou consciente que todos pecamos, e ninguém está livre de erro. Contudo, isto não pode ser uma justificativa pelos abusos e absurdos que encontramos hoje entre os cristãos. Ao meu ver, não existe uma mudança de vida, porque a mente ainda continua pensando da mesma forma que a velha criatura, quando somos novas criaturas. Existem certos ensinamentos que devem ser ensinados. Os novos crentes devem ser instruídos e ensinados nos caminhos do Senhor. Os discípulos de Cristo devem buscar crescer, desejar ser mais como Jesus, e amadurecer na sua vida cristã. Os ministros necessitam crescer tanto no seu conhecimento como no seu caráter, deste modo poderão estar prontos (1 Timóteo 3) para liderar o povo de Deus, seja como mestres na Escola Dominical, cuidando do templo, sendo líderes de grupos pequenos, entre outras tantas funções que existem para servir nas igrejas locais ou na Igreja de Cristo.

O principal problema vem quando a igreja não ensina os novos crentes todo o conselho de Deus e, simplesmente, terminam entregando os 10 passos básicos da fé cristã. Isto causa que os novos crentes, depois de pouco tempo comecem a pensar que são cristãos maduros, quando ainda são bebês na fé. Jesus Cristo nos mandou ensinar todas as coisas que ele tinha instruído. Portanto, devemos tomar mais seriamente a função de ensinar os cristãos sobre a fé cristã, e os cristãos devem tomar mais seriamente o dever de aprender mais sobre a fé que dizem professar.

As últimas semanas, estive falando sobre a unidade, e a verdadeira unidade da Igreja se encontra em Cristo. Se não temos um verdadeiro conhecimento de quem é Cristo, duvido muito que sejamos capazes de manter tal unidade. E conhecer a Cristo, significa, entre outras coisas, conhecer aquilo que Ele ensinou para viver seguindo o seu estilo de vida. Jesus mandou ensinar ao seu povo a obedecer tudo o que estão aprendendo conforme as Escrituras. Jesus não ensinou simplesmente informação e conhecimento, os quais nos fazem mais inteligentes, mas não tem nenhuma relevância para mudar nossas vidas. Pelo contrário, Jesus nos mostrou que nossa fé devia mudar nosso estilo de vida.

Se desejamos aprender como este processo se leva adiante; talvez, entendendo como tal processo não acontece, nos permita ver com clareza os erros nos modelos de ensino usados:
  • Palestras em uma aula não fazem pessoas obedecerem.
  • Conhecimento que não leve a mudança não produz obediência.
  • O ensino acadêmico, ainda que essencial no processo, é somente a metade do processo.
Acredito que Jesus Cristo ensinou aos seus apóstolos o segredo do verdadeiro processo de fazer discípulos. Isto é na comunidade da Igreja de Cristo, através de relacionamentos e exemplos de vida. Jesus Cristo pregou o evangelho a milhares, mas os discípulos eram um grupo reduzido e, entre eles, só ordenou 12 líderes. Os doze apóstolos foram os responsáveis para estabelecer os fundamentos da Igreja de Cristo e levar adiante a Grande Comissão no poder do Espírito Santo.

Os Anglicanos Reformados surgimos no Brasil, com o desejo de ser uma igreja missionária. Isto requer que evangelizemos e façamos discípulos dos novos crentes. Somente assim seremos capazes de ser fiéis à grande comissão que Jesus Cristo deu aos seus discípulos e à Igreja de Cristo.

A Deus seja dada toda a glória, agora e para sempre. Amém.

+

0 comentários: