Enfrentando os gigantes, novamente


Nos últimos dois artigos (podem ler aqui e aqui), escrevi sobre as aflições e dificuldades que enfrentamos, como cristãos. Muitas vezes nem percebemos que nos encontramos em meio das tribulações até que, finalmente, Deus nos mostra na sua misericórdia. Como líder, percebeu a importância de estar sempre envolvido das pessoas certas, mas nem sempre esteve. Contudo, a graça de Deus tem sido grande em meio de muitas lutas que temos enfrentado.

Uma das maiores aprendizados que tenho tido nestes anos no Brasil, é que tem mais gente preocupada em destruir e criticar que em construir e edificar. Contudo, muitos deles não são pessoas honrosas e honestas, eles não são homens para dar a cara a cara, somente sabem fazer isso nas costas. Talvez, por isso, a igreja cristã brasileira esteja sendo provada neste tempo para mostrar a madureza da mesma em meio de tanta heresia e doutrinas errôneas que estão sendo propagadas no nosso amada nação brasileira.

"Difícil é saber por mais tempo o que é certo ou errado," me falava com preocupação uma irmã. Com certeza, é difícil, sobretudo impossível se não tomamos tempo para estudar e meditar as Escrituras. Certamente, a maioria de cristãos tem Bíblias em casa, mas poucos tem aberto diariamente a mesma para ler atentamente e meditar no que as Escrituras dizem.

Se desejamos enfrentar os gigantes que se levantam contra nós, devemos de fazer isto de dois formas:
  1. Do jeito certo - os fins não justificam os meios. Isso poderá servir na guerra e na política, mas tenha certeza que nunca, NUNCA, será aceitável nos olhos de Deus. Portanto, devemos lutar a bom combate seguindo as normas de Cristo e os valores do Reino; por exemplo, os Dez Mandamentos e o sermão da Montanha. Infelizmente, o jeitinho não forma parte dos ensinos de Cristo, nem dos Mandamentos de Deus.
  2. Pelas razões certas - não é suficiente lutar o bom combate do jeito certo, se os motivos são os motivos errados. Aqui, é onde devemos lembrar os dois novos mandamentos de Cristo, "AMAR A DEUS" e "AMAR AO VIZINHO." As razões pelo qual fazemos o que fazemos, são muito importante. Somente, existe uma motivação certa, esta nunca será a vingança, a própria honra ou o julgamento do irmão. Será sempre dar glória a Deus através da nossa vida, palavras, ações, família, igreja, trabalho. Se devemos enfrentar os gigantes que se levantam contra a Igreja de Cristo, mas não devemos fazer para que o nosso nome seja elevado, mas que sempre seja para que o nome sobre todo nome seja glorificado.
A Igreja de Cristo precisa de heróis hoje, contudo isto requere uma mudança profunda da forma de pensar, mas ainda mais da forma de agir, falar e viver. Será que realmente estamos prontos para enfrentar esta realidade, ou estamos confortável, simplesmente, criticando todo e sendo revolucionados da internet. Na minha etapa política, percebi que tinha muito político de café; em outras palavras, pessoas se reuniam em uma cafeteira de alguma cidade da Espanha, ou València, e falavam por horas sem fim sobre como iam a mudar o mundo. Contudo, nunca acontecia. Outros falavam menos e faziam acontecer. Estes eram os que mudavam a história. Nem precisavam ser muitos, somente precisavam estar totalmente comprometidos naquilo que desejavam realizar.

Hoje, novamente, veio acontecer diante de mim a mesma coisa. Contudo, o tempo é breve. Ainda temos tempo para tomar uma decisão a favor do Reino, será que temos sido dedicados na causa do Reino? Será que temos dado esta semana testemunho a favor de Cristo? 

Muitos serão os que se levantem em contra nós, só espero que sejam pelos motivos certos, e não porque estamos sendo aquilo ao qual não estamos chamados a ser. Somos filhos da luz, atuemos como tais.

A Deus seja dada toda a glória!!!



0 comentários: