A Ressurreição de Cristo



Se existe uma doutrina que está no centro da fé cristã, esta é a Ressurreição do nosso Senhor, Jesus Cristo. Ele voltou a vida depois da sua morte e sacrifício voluntário na Cruz.

Este poderia ser considerado o princípio da história cristã. Com certeza, Cristo foi “gerado do Pai antes de todos os Mundos,” e não tem fim. De fato, uma das grandes promessas que Jesus fez foi “eu estou convosco todos os dias, até o final dos tempos”. Não em vão, terminamos muitas das nossas orações com a frase como “eternamente e para sempre”, mas a ressurreição de Cristo é sem dúvida o grande evento na história do Cristianismo, como será o retorno de Cristo. Toda a vida Cristã se desenvolve a partir da Ressurreição de Cristo, o fundamento essencial de toda a estrutura.

A igreja primitiva celebrava o Domingo de Ressurreição (também conhecida como Páscoa) como a principal festividade cristã. Hoje em dia, a Igreja Anglicana tem desenvolvido, como outras igrejas, um calendário cheio de festividades que nos ajudam a lembrar a espera do retorno de Cristo, o nascimento e a vida de Cristo, sua morte e ressurreição e sua ascensão. Ao mesmo tempo, celebramos a vida e a missão da Igreja. Contudo, não existe uma celebração que seja simplesmente tão incrível e um triunfo tão inexplicável da vida sobre a morte. Jesus foi crucificado na sexta-feira e enterrado no mesmo dia, ressuscitou ao terceiro dia e apareceu aos seus Apóstolos e outros discípulos.

Podemos ler a história da sua morte e ressurreição nos capítulos finais dos Evangelhos. Também podemos encontrar nos primeiros capítulos de Atos e sendo proclamado e ensinado nas epístolas de Paulo, Pedro e João.

Nós Cristãos temos nossa fé fundamentada em um evento histórico. Uma história onde Deus se faz homem, Jesus, e entrega sua vida pela nossa salvação da morte, o pecador e o inimigo. Um testemunho do Reino de Deus estabelecido no meio de nós. Hoje, nós Cristãos podemos viver uma nova vida, porque temos a vida eterna esperando. Não estamos aqui de passagem. Somos cidadãos do Reino de Deus.

Não temos detalhes do que aconteceu no tumulto fechado naquela manhã, porque ninguém estava presente exceto Jesus Cristo. Sabemos pelos testemunhos, que tiveram um encontro com o Cristo ressurreto, que Ele tinha corpo, mas ao mesmo tempo era divino. Este encontro mudou a vida dos seus discípulos que mudariam a história da humanidade.

Ainda hoje, este evento muda a vida de muitos homens e mulheres em todo o mundo. O poder transformador da ressurreição permite que possamos viver com plena e total liberdade.

Interessante perceber, como os apóstolos de Jesus não tinham tido a habilidade de alcançar as verdades espirituais do Reino, feitas visíveis através da missão de Jesus. O fato de que o abandonaram quando morreu no Calvário. Eles tinham medo, estavam desanimados e perdidos quando Jesus foi preso e condenado a morte. Contudo, quando descobriram a evidência da Ressurreição, os apóstolos foram transformados. Assim, se converteram em gigantes espirituais, incansáveis evangelistas e homens de coragem dispostos para enfrentar e aceitar a morte, porque eles conheciam e acreditavam. Foi a Ressurreição que transformou eles.

A ressurreição se encontra no coração da fé Cristã, dando significado a esperança que existe em nós. A história cristã não termina com o perfeito sacrifício de Cristo por todos nós. Assim, temos certezas da vida eterna prometida pela Ressurreição do Senhor.

Por esta razão, a celebração do Domingo da Ressurreição é um evento cheio de alegria e exaltação ao nosso Senhor. Cristo ressuscitou, Aleluia!!!

+

0 comentários: