25 Pontos para Viver o Reino em 2012, Parte II


13. A transformação real das cidades vai expandir, quando cada pessoa realizar seu propósito no Reino e chamado da Igreja, e for realizado plenamente a cada dia por cada pessoa.

14. Os líderes que servem a Deus seguirão sendo reconhecidos e perseguidos, porque desejam servir a Deus e não ser servidos, nem buscam títulos, nem honras, mas o Reino a qualquer preço, porque só Deus é digno de toda honra, glória e louvor.

15. O Senhor é o dono de todas as coisas, tanto das que temos como das que pedimos. Ele tem dado tudo o que temos de acordo com sua graça e misericórdia. O Senhor está buscando bons administradores para expandir o Reino de Deus, a partir do que temos. Precisamos ser obedientes no dízimo e ter um coração agradecido através das ofertas, isto inclui tempo, dinheiro, habilidades e serviço, como um ato de ação de graças.

16. A Igreja que entende o evangelho do Reino continuará trazendo adiante liderança e influência santa em cada área da vida, a cultura, a sociedade e a econômica. Os líderes de Deus precisam arrepender-se e fazer a perfeita vontade de Deus, pedindo a sabedoria e autoridade nas diferentes áreas: governo, negócios, saúde, mídia, leis, igreja, educação, e muitas outras áreas.

17. Aceita outros como são e os abençoa, em vez de ser ofendido pelo jeito de ser ou seus pensamentos, vendo as diferenças e não o que temos em comum. Vivamos com corações livres de ofensas escondidas em Cristo. Não precisamos concordar em tudo para caminhar juntos.

18. Elege ver as coisas boas nas pessoas, ora por elas, e as ame, ainda que não mudem e continuem nos seus caminhos errados. Acredite no melhor dos outros.

19. Cada cristão deve entender sua jornada e o processo contínuo que está caminhando. Deus não tem terminado a obra que está realizando em cada um de nós. Humildemente aprendamos dos nossos líderes e daqueles irmãos que estão nesta jornada, ou processo, conosco.

20. A convergência pode vir, quando verdadeiramente amamos e aceitamos o fato de que cada um de nós é um dom aos outros, e diferentes expressões do povo de Deus.

21. Pais espirituais vão ter um coração de dar aos seus filhos espirituais muito mais do que possam receber em retorno. Vivemos em uma geração sem pais, sem homens, sem modelos de vida. Sejamos filhos para depois ser pais espirituais.

22. Busquemos eliminar cada ídolo que existe na nossa vida, sejamos livres para servir efetivamente. O maior de todos os ídolos nesta batalha somos nós mesmos. Continuemos a morrer a nós mesmos e tornemo-nos abnegados em busca de Cristo e Seu Reino. Tenha certeza que existem outros ídolos na sua vida, como pode ser o futebol, o ministério, o trabalho, entre outros.

23. Veja o Reino de Deus além da raça, sexo, ou idade, e busca a unidade através de toda a diversidade e expressões do Seu Reino glorioso. No Reino, todos podemos trabalhar juntos na plenitude e semelhança de Cristo.

24. Dar contas com alegria na Igreja vai criar um povo alegre que transformará sua vidas e a vida da sua cidade. Como Igreja, escutamos o coração de Deus através da unidade de coração e a tomada de decisões em sínodos e conselhos.

25. A terra será cheia da glória do Senhor, enquanto mais pessoas sejam regeneradas e redimidas, tendo um verdadeiro encontro com Deus que traga arrependimento, mudança de vida e fé em Cristo. Assim, amaremos como Deus ama, falaremos como Deus fala, e realizaremos o que Deus faz e, assim, mudaremos o mundo juntos, como UM SÓ CORPO.

Leia a primeira parte, aqui.

+

0 comentários: