Podemos considerar o batismo na Igreja de Roma válido?


De tempos em tempos, escuto comentários ou perguntas como as seguintes: “Será que podemos considerar o batismo feito pela Igreja de Roma como Válido? A igreja de Roma não é apóstata, então como podemos aceitar o batismo deles? É legítimo o batismo deles?”

Estas perguntas, e muitas outras, surgem de dois conceitos que devem ser considerados: (1) que são igrejas apóstatas; (2) que não existe base para batizar devido a que os ministros não são verdadeiros cristãos.

Portanto, se vamos considerar o batismo deles, qual pode ser a base disso? Não estaremos aceitando a autoridade daquele que faz o batismo (i.e., sacerdote romano ou ministro pecador)? Não estaremos reconhecendo a posição doutrinal da Igreja de Roma?   

1 comentários:

Um mundo de loucos


Estamos vivendo em um mundo que as coisas começam a não fazer sentido. Não ficaria mais surpreso, se a cor negra deixasse de ser negra, e agora fosse chamado de branca, ou o azul fosse chamado de qualquer outra cor. A verdade parece ser que já não tem mais importância, tudo se torna relativo. As percepções estão mudando diante de nós.

Recentemente, estava lendo em uma coluna a seguinte noticia: "Homem é eleito uma das 100 mulheres mais sexy do mundo" (se acessar o artigo, seja consciente que algumas imagens podem ser consideradas pelo leitor como grotescas). Nem preciso falar a confusão e polêmica que isto tem aberto.

0 comentários:

Por favor, me deixem ser religioso


Esta é a imagem que muitos tem na cabeça quando pensam sobre uma pessoa que é religiosa. Ou pode ser que seja outra imagem de falsa santidade, também.


Sempre fico surpreso como as pessoas temos a capacidade de mudar as palavras e seu significado, sem perceber se estamos fazendo o correto. Parece ser que levar pessoas a Cristo, justifica qualquer meio para fazer isso.

Faz tempo que escuto entre os círculos evangélicos a frase, “o cristianismo não é uma religião, é uma relação.” Nossa, será que é isso mesmo?

Entendo que a idéia atrás deste pensamento surge a partir de que o Cristianismo não é uma série de regras sem mais, ele é uma relação pessoal com Cristo.

3 comentários:

Existe base bíblica para o uso de paramentos? Quais são as roupas? Que significam?

4 comentários:

A grande mentira...


Tenho ouvido sempre que o Brasil era um estado laico. Cheguei acreditar que isto era certo, porque inclusive tem muito pastor que fala isto abertamente e, a partir deste fato, defende certas legislações sobre o principio da laicidade do estado.

Recentemente, decidi ler a Constituição brasileira. Fiquei surpreso ao descobrir a GRANDE MENTIRA. A Constituição brasileira não mostra, ou defende, um estado laico, como todo mundo chegou a acreditar. De fato, o Brasil não é um estado laico, é um estado aconfessional. O fato de que o Prefácio da Constituição Brasileira fale de Deus, mostra claramente que dizer que o estado brasileiro é um estado laico... é simplesmente a maior das mentiras no Brasil de hoje.

Isto se vê mais claramente na atual Constituição Brasileira, de 1988, que não fala nada de separação de estado e igreja. O que faz é realmente o seguinte: proíbe, em seu art. 19, à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, "estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento, ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público."

0 comentários: