11 de Setembro - Enfrentando o desespero


Em 2001, eu estava estudando em Bethany College of Missions quando aconteceram os ataques nas torres gêmeas em Nova York. Aquela manhã me encontrei diante da realidade do temor e desespero de jovens cristãos diante de um fato nunca acontecido antes na história dos Estados Unidos. Tinham enfrentado na própria nação as consequências de um ataque terrorista.

Como viver com aquele sentimento de incerteza, medo e desespero? Nos dias seguintes, vi uma nação buscando Deus e encontrando nEle a esperança, misericórdia e graça para fazer frente às mais diversas emoções.


Se somos sinceros com nós mesmos, a verdade é que todos enfrentamos as incertezas e situações que nos podem levar a um sentimento profundo, chamado "medo." Este medo pode levar a uma situação de desespero.

O desespero é um estado emocional que nos convence de que as circunstâncias que enfrentamos são maiores do que o poder de Deus. Portanto, nossa confiança enfraquece sem saber como resolver a situação diante de nós. 

O desespero é usado por Satanás, que tenta que duvidemos da bondade de Deus, esqueçamos o plano soberano de Deus e terminemos rejeitando as promessas de Deus. Desespero imobiliza nossas vontades, fazendo que comecemos a sentir-nos drenados sobre eventos passados, pessimistas sobre as possibilidades futuras e desanimados sobre nossas condições atuais.
 

No Antigo Testamento, o profeta Elias experimentou um desânimo similar (1 Reis 19). Elias fugiu para o Monte Horeb com medo por causa das ameaças da rainha Jezabel. Ele afunda em desespero sobre a apostasia de Israel. Israel não respondeu ao chamado de Elias para o reavivamento. Elias está arrasado com a sua falta de ação e declínio espiritual. Elias está perplexo pela falta de arrependimento de Israel depois exibe poderoso Deus de poder no Monte Carmelo.
 

A depressão de Elias é tão grande que Deus tem que falar com ele em uma "voz mansa e delicada", a fim de despertar o seu chamado novamente. O Senhor ordena a Elias para voltar ao trabalho e fazer aquilo pelo qual ele foi levantado. O Senhor deseja que Elias supere o desanimo, porque ele tem um papel a fazer na história de Israel.  

Elias começa o processo de transformação nacional levantando e nomeando novos líderes. Esses líderes vão governar Israel, tanto espiritual, como nacional e, assim, cumprir suas obrigações internacionais e suas obrigações diante de Deus.
 

Como Elias, o Senhor nos chama a sair do nosso desespero, ainda que este seja profundo e nos domine além do que podemos pensar. A obediência baseada na confiança na palavra de Deus, é a chave que nos leva a viver na esperança, confiança e graça diária. 

Os Mandamentos do Senhor trazem neles a graça de obedece-los. Ele vai nos fortalecer para superar aqueles sentimentos que enfrentamos cada dia. Portanto, o desespero é derrotado, fazendo escolhas deliberadas de viver, como cristãos, o cotidiano: obedecer a verdade bíblica, fazer a vontade revelada (nas Escrituras) de Deus, e confiar nas promessas do pacto de Deus.
Às vezes eu me sinto. . . que a minha cruz é pesada além da minha resistência. . . meu coração parece desgastado e ferido além do reparo, e na minha profunda solidão que muitas vezes desejam ter ido embora, mas Deus sabe melhor, e eu quero fazer cada parte da obra que Ele quer que eu faça. - CT Studd
Deus está conosco qualquer que sejam as circunstancias que enfrentamos e a dor com o que vivemos. Em todo momento, Jesus caminha ao nosso lado, como o Espírito Santo nos lembra da abundante vida que temos em Cristo. Uma vida abundante, não em bens materiais, mas sendo parte da família de Deus e herdeiros com Cristo de todas as promessas de Deus.

+
.

0 comentários: