Motivos pelos quais as igrejas não crescem


Acredito que igrejas saudáveis crescem, não só as saudáveis, também aquelas que não o são. Também acredito que o fato de uma igreja crescer, não significa necessariamente que Deus esteja com esta igreja. Por exemplo, os Mórmons são uma das igrejas que mais  crescem nos USA e, pessoalmente, penso que são uma seita que ensina muitas heresias pseudo-cristãs.

Agora bem, também vejo que muitas igrejas se escondem na minha explicação anterior para justificar a falta de crescimento da sua igreja ou congregação.

Sou um apaixonado em plantação de igrejas. Agora mesmo, estou envolvido no sétimo projeto de plantação de igrejas. Os anteriores foram na Espanha e na Inglaterra. Alguns deles hoje são igrejas vitais e outras já não existem mais. Assim é a vida.

Em qualquer caso, cada uma delas levou o evangelho da graça a muitas pessoas que não houvessem conhecido Jesus Cristo, se não houvéssemos sido fieis na pregação do evangelho.

Através dos anos, tenho percebido alguns elementos comuns das igrejas que não conseguem crescer. Não estou dizendo que estes sejam os únicos motivos, contudo são, possivelmente, os mais importantes.

Se entendemos os motivos pelos quais nossa igreja não está crescendo, então talvez possamos encontrar a melhor solução para que isto mude no futuro próximo.

O PRIMEIRO MOTIVO, e uns dos principais, é por causa dos ministros ordenados (também conhecidos entre os evangélicos como pastores). Se você é um ministro ordenado; por favor, não sinta que estou criticando você. Meu desejo está longe disso.

Podemos observar quatro diferentes aspetos pelos quais o ministro ordenado se converte em uma barreira para fazer crescer a igreja:
1.     Não é uma prioridade do ministro. Crescimento precisa ser uma prioridade da própria igreja. Deste modo, o foco é levar o evangelho aqueles que ainda não conhecem Jesus como Senhor e Salvador.
2.     O ministro não tem este alvo. Se não se tem a visão para alcançar a comunidade, então isto se converte em uma barreira impossível de superar. Os ministros ordenados precisam ter a visão de alcançar e transformar a comunidade com o evangelho de Cristo.
3.     O ministro não tem o conhecimento, nem a experiência, de como se pode fazer isso. Talvez, esteja tentando, porém não consegue ver nenhum resultado. A solução é ter uma estratégia que tenha sido desenvolvida depois de orar e conhecer onde está a comunidade. Infelizmente, os seminários teológicos não preparam os futuros ministros para serem eficazes em fazer suas igrejas crescer.
4.     O ministro deseja, mas não tem tempo. As atividades e funções ocupam todo o seu tempo. Isto é próprio de igrejas que já tem certo tempo e os ministros precisam concentrar muito esforço na própria igreja. Na verdade, nem tem tempo para saber como começar esta situação na igreja.

O SEGUNDO MOTIVO é os próprios membros da igreja.

Muitas das igrejas que não crescem, tem lideres capazes, contudo se encontram incapazes de mudar a situação por causa dos membros. As razoes pelas quais os membros podem ser a causa são os seguintes:
1.     Os membros não acham que seja uma prioridade na vida da igreja alcançar os pecadores. Talvez, tenham o papo, “certo, temos que pregar o evangelho, mas isso não é para mim.” Talvez, querem que outros façam isso ou, inclusive, o próprio ministro, que seja o evangelista, pastor, mestre, cozinheiro e faxineiro.
2.     Os membros veem a igreja como uma comunidade que serve os que formam parte dela. A prioridade do ministro deveria ser cuidar das ovelhas. Os visitantes se encontram com uma comunidade que não quer mudar. Os membros gostam como estão as coisas.
3.     Os membros tem medo de que os novos membros mudem as coisas. Isto é causado porque “comunidade” é a prioridade destas igrejas. Os visitantes encontram uma comunidade fechada e confortável. Eles estão satisfeitos.
4.     Os membros não tem sido capacitados para a evangelização. Querem evangelizar, mas não sabem como podem fazer isso. Alguns deles tem ideias e uma visão romântica que nem sempre ajuda quando saem a evangelizar.
O TERCEIRO MOTIVO é irrelevância.

Se a igreja é irrelevante com a realidade da comunidade que está ao redor dela, então as pessoas não tem um contato, ou relação, com a igreja local. Se a igreja está preocupada com as pessoas e suas dificuldades, então buscam métodos pelos quais podem levar o evangelho de uma forma relevante as pessoas que moram perto da igreja. Ao mesmo tempo, fazem que a mensagem seja relevante a realidade e as pessoas que tentam levar o evangelho, porque as pessoas conseguem entender a centralidade de Cristo nas nossas vidas.

O QUARTO MOTIVO é metodologia.

Isto pode ser uma das causas mais frustrantes para uma igreja, porque está realmente ativa em alcançar a comunidade, contudo, não consegue ver resultados e os membros começam a frustrar-se e a pensar que as pessoas tem um coração endurecido ao evangelho. Infelizmente, uma metodologia errada pode fazer que as pessoas realmente se fechem ao evangelho sem que sejamos capazes de perceber. Precisamos conhecer nossa comunidade e a realidade das pessoas que moram redor da igreja. Do contrario, vamos cometer muitos erros. Fazer uma pesquisa pode ser um bom método de conhecer a opinião das pessoas e a realidade em que vivem.

O QUINTO MOTIVO é recepção.

Se observamos atentamente, as igrejas recebem muitas visitas e, inclusive, podem ver pessoas entregando suas vidas a Cristo. Contudo, depois de certo tempo as pessoas terminam por sair. Isto é devido a que não existe um método de recepção e seguimento. Os Testemunhas de Jeová são muito bons nisso. Eles sempre tem alguém com os visitantes, ou os novos, que os vai apresentando aos outros membros e estes se alegram e recebem a pessoa de uma forma especial. Realmente, estão felizes de ter uma nova pessoa entre eles.

Ao mesmo tempo, corremos um alto risco, se o processo de ser membros é muito rápido ou muito demorado.

É essencial que a igreja tenha um plano elaborado no qual pensem todo o processo de cuidar das novas pessoas, amar, ajudar a formar parte da nova comunidade e catequizar.

PARA TERMINAR, existem outros motivos sem dúvida, e o leitor pode conhecer outros motivos importantes. Portanto, será um prazer ouvir de você. Eu também conheço outras causas, ainda que são variantes destes cinco motivos principais.

Precisamos acreditar que Deus quer ver a igreja crescer de forma saudável.  Lembre que quando evangelizamos estamos sendo fieis ao mandato de Deus.

Finalmente, ore para que Deus mostre por que sua igreja não está crescendo. Uma vez conheça o que está impedindo de crescer sua igreja, então elimine estes obstáculos e poderá ver sua igreja crescer.

Precisamos de igrejas que plantem novas igrejas com uma visão do Reino de Deus. Assim, poderemos começar a fazer visível o Reino de Deus no Brasil e ensinar os brasileiros a obedecer tudo o que Jesus ensinou.

Que toda a gloria seja sempre dada a Deus.

0 comentários: