300, preparem-se para a glória


Este foi o título de um filme que estreou em 2007. Nele, podemos ter uma visão particular do diretor sobre os eventos transcorridos ao redor da Batalha das Termópilas, onde 300 espartanos sob o comando de seu rei Leónidas, enfrentaram o exército persa liderado por Xerxes, filho de Dario.

Esta história conta o heroísmo de irmãos de armas dispostos a morrer pelo seu povo, o qual está as portas de perder a liberdade.

Ao final da batalha, a maioria destes guerreiros entregariam suas vidas no campo de batalha com a certeza do dever cumprido e a glória de uma morte digna.

Será que podemos encontrar 300 homens de Deus no Brasil com estas características hoje?

Esta história lembra-me outro herói, John Wesley. Ele enfrentou uma nação para que o Reino de Deus fosse estabelecido na Inglaterra do século 18. Ele diz uma vez, “dá-me cem homens que amam só Deus com todo seu coração e odeiam o pecado com todo o coração e agitaremos as portas do inferno e traremos o reino de Deus em uma geração.”

Observando o Brasil de hoje, e o estado da Igreja, me pergunto, “será que ainda podemos encontrar 300 homens de Deus com um coração como o que Wesley falou e dispostos a seguir o exemplo dos espartanos a favor do povo de Deus e do Brasil?”

Estes são os homens que mudarão o Brasil. Aqueles que os políticos corruptos e os pastores picaretas temeram mais que a própria morte. Porque serão homens que nada temem, nem nada tem para perder, já que sua recompensa será encontrada só no Reino de Deus.

300 homens dispostos a levantar a Igreja da ruína que hoje se encontra em meio nós e a enfrentar os lobos que estão convertendo a noiva de Cristo (a Igreja) na sinagoga de satanás. Nunca dispostos a comprometer-se com outra coisa que não seja o Evangelho, a santidade e ao senhorio de Cristo.

Será que ainda existem homens de Deus assim no Brasil?

Homens sem medo a enfrentar os seus temores, só com o desejo de fazer realidade os sonhos de Deus. Dispostos a que seu sangue derramado seja só para a glória de Deus, e sabendo que sua luta, ainda que não vejam a vitória, será parte dela.

Se Deus, na sua graça, me desse 300 homens assim. Teria a certeza de que a Igreja de Deus seria vista no seu total esplendor... e as portas do inferno não prevaleceriam contra ela.

Não são emoções, nem sentimentos, de um dia ou um mês. Escrevo de homens que vivem os ensinos de Cristo, odeiam o pecado, tanto quanto amam a Deus e sua Igreja. Homens que não duvidam em escolher o caminho difícil, e nunca o caminho fácil, porque reconhecem o valor de fazer o caminho muito além do próprio feito de chegar.

Homens preparados para a glória, a verdadeira glória. Homens de Deus... de verdade, os que não desejam títulos, ou reconhecimentos, nem aplausos, porque a maior glória é quando Deus é glorificado, sem eles serem percebidos. Porém dispostos a servir com coração contente e entregue, e amando o mundo em obediência a Deus.

Afinal, ser um guerreiro de honra e coragem, em um mundo cheio de violência e desonra, é ser um discípulo de Cristo sem meias tintas.

Será que ainda existem?

Hoje, minha oração é por estes 300 homens onde seja que vocês estejam no Brasil. Vocês já não estão mais sós, agora vocês tem um novo compatriota disposto a lutar e morrer para que o reino de Deus seja feito visível no meio de nós... e a glória seja dada a nosso Deus.

Quando nos encontremos, e vamos a encontrar-nos, poderemos olhar uns aos outros cara a cara, e sem mediar palavra, saber que a batalha está na nossa frente, mas a vitória é nossa. E, um dia, aqueles que sobrevivam, olharão para atrás e dirão, "eu fui um dos 300 homens que Deus levantou para transformar o Brasil nesta terra que é hoje."

Será que você pode ser um deles? Está preparado para a glória?

Que Deus sempre esteja conosco, pecadores e covardes que precisamos da coragem do Espírito e o exemplo de Cristo na cruz.
.

0 comentários: